Home Futebol Nicola menciona postura da diretoria do Flamengo sobre possível demissão de Tite

Nicola menciona postura da diretoria do Flamengo sobre possível demissão de Tite

Bruno Spindel cedeu entrevista e foi questionado sobre as chances de demissão do treinador Rubro-negro

Beatriz Ojeda
Ex-atleta, formada em Letras e apaixonada por esportes desde sempre. Colaboradora do Torcedores por ser o melhor lugar para aliar as duas grandes paixões.
Tite

Tite em partida pelo Flamengo (Créditos: Marcelo Cortes/ Flamengo)

Recentemente, os torcedores do Flamengo reclamaram com frequência sobre o elenco não convencendo durante as suas partidas. Além disso, o risco de não classificar na Libertadores teria aumentado a pressão no treinador. Porém, apesar das especulações, a demissão de Tite parece ainda não estar nos planos da diretoria. O jornalista Jorge Nicola comentou sobre uma entrevista de Bruno Spindel sobre o assunto.

PUBLICIDADE

Nicola comenta entrevista de Bruno Spindel

Em vídeo publicado no seu canal de YouTube, especialista em mercado, Jorge Nicola comentou a repercussão de uma entrevista de Bruno Spindel, dirigente do Flamengo. Relembrando que, o contrato de Tite como Rubro-negro se encerra em 31 de dezembro de 2024, e, em caso de demissão, o time carioca terá que arcar com todos os salários do treinador e da comissão técnica até o final do vínculo.

Durante a entrevista, Bruno Spindel respondeu: “A gente confia no Tite e vê coisas no dia a dia que dão mais confiança ainda no trabalho dele. Isso de demissão nem passou pela nossa cabeça, o que a gente quer é trabalhar juntos para conquistar as competições que estão pela frente”.

PUBLICIDADE

Apesar da declaração, Jorge Nicola aponta que existia de fato pressão no treinador do Flamengo. E, se o clube não tivesse vencido e convencido contra o Corinthians por 2 a 0, a possível saída estaria em pauta na diretoria do Flamengo. Porém, a vitória acalmou os ânimos, rendendo uma sobrevida ao técnico. Antes da partida contra o Timão, o treinador vinha de sete jogos com apenas uma vitória, sendo contra o Amazonas na Copa do Brasil.

Porém, a situação de Tite ainda é complicada no Flamengo, principalmente na Libertadores. Caso não exista uma vitória contra o Bolívar no torneio continental, possivelmente a demissão estará em pauta novamente, pois a classificação pode se ver prejudicada.