Home Futebol Torcedores do Vasco protestam contra a SAF em jogo do Brasileirão

Torcedores do Vasco protestam contra a SAF em jogo do Brasileirão

Vascaínos presentes na partida contra o Vitória pelo Campeonato Brasileiro levaram cartazes contra a 777 Partners, responsável pela administração do futebol da equipe

Beatriz Ojeda
Ex-atleta, formada em Letras e apaixonada por esportes desde sempre. Colaboradora do Torcedores por ser o melhor lugar para aliar as duas grandes paixões.
Torcedores do Vasco

Torcedores do Vasco em protesto contra 777 Partners em São Januário (Crédito: Divulgação redes sociais)

Não é uma novidade que o Vasco vive tempos complicados com a empresa dona da SAF. A 777 Partners, grupo que gere o futebol do Gigante da Colina, tem travado algumas disputas com o presidente Pedrinho e vive um momento financeiro de atenção.

PUBLICIDADE

Na partida do Cruz-Maltino contra o Vitória neste domingo (12) pela sexta rodada do Brasileirão em São Januário, a torcida se manifestou com xingamentos e pedidos de saída para a companhia.

Situação tensa entre torcedores do Vasco e 777 Partners

Atualmente, a empresa norte-americana responde a um processo judicial nos Estados Unidos investigando uma suposta fraude. A 777 Partners teria fraudado fundos para o pagamento de um empréstimo junto à empresa Leaderhall, em uma espécie de pirâmide financeira. O cenário preocupa aos torcedores do Gigante da Colina.

Em relação ao Vasco, apesar de alguns entraves com o presidente Pedrinho, a dona da SAF está a par de suas obrigações. Em outubro de 2023, teve um atraso de alguns dias no pagamento de R$ 110 milhões previsto em contrato. Porém, o acordo estabelece que um novo atraso pode rescindir o vínculo entre a empresa e o clube.

Desta forma, tanto os torcedores do Vasco como a diretoria se mantêm atentos, pois o maior aporte de todos, no valor de R$ 270 milhões, deve ser feito em setembro de 2024. Com as notícias surgindo sobre uma possível fraude e problemas financeiros, há chances de a SAF acabar sendo desfeita e o Cruz-Maltino voltar ao controle dos sócios.

Enquanto isso, o departamento jurídico do clube associativo emitiu um pedido por garantias para a 777 Partners.

PUBLICIDADE

A situação preocupa os torcedores, porque o segundo balanço publicado no dia 30 de abril atestou um prejuízo em 2023 de R$ 123 milhões e o futebol apresentado continua não convencendo, deixando a equipe em zona de risco no Brasileirão. Logo, a torcida pressiona para a empresa americana deixar o comando do clube.