Home Futebol Zinho ‘rebate’ declaração polêmica de Abel no Palmeiras: “O que é isso?”

Zinho ‘rebate’ declaração polêmica de Abel no Palmeiras: “O que é isso?”

Técnico volta a reclamar de não poder jogar no Allianz Parque e comentarista reprova frase forte

Eder Bahúte
Jornalista diplomado. Apaixonado por radiojornalismo e esportes em geral. Especialista em nada, mas dá pitaco em tudo. Leitura de biografias, games e séries. Contato: [email protected]
Zinho

Comentarista critica postura de Abel Ferreira - Reprodução/YouTube

Abel Ferreira ficou a bronca após a derrota do Palmeiras por 2 a 0 para o Athletico, na Arena Barueri, em jogo válido pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro. Mais do que o resultado, o treinador reclamou dos recorrentes shows no Allianz Parque. Um trecho, porém, chamou a atenção de todos e não foi bem digerida pelo ex-jogador Zinho.

PUBLICIDADE

Segundo Abel, o Verdão não terá condições de brigar pelos campeonatos caso não possa atuar em sua própria casa.

“O problema é como que nós que lutamos por títulos, não podemos jogar na nossa casa. O problema é o Allianz. Como que é possível não jogarmos no Allianz Parque? Se não jogamos no Allianz, não nos cobrem para sermos campeões”, reclamou o português.

PUBLICIDADE

Durante o SportsCenter, na ESPN Brasil, Zinho não gostou do tom utilizado pelo técnico e não vê motivo para tanto alarde do comandante palmeirense.

“Eu fiquei preocupado quando ele fala assim: ‘Não me cobrem títulos se for jogar em Barueri’. Pô, peraí…calma aí. Vai jogar em Barueri, vai ter show no Allianz Parque, vai continuar durante o ano tendo show. Me preocupa isso. ‘Não me cobra títulos’. Que isso?”, afirmou o comentarista.

“O gramado de Barueri é bom. Eu acho o estádio lá legal, já joguei e trabalhei lá. Tem a questão da logística toda, o que tem é que o torcedor abraçar isso, porque existe um contrato e o Palmeiras vai ter que jogar lá. Então, o torcedor tem que lotar. Não achei legal o que disse o Abel”, acrescentou.

Criticado por Zinho, Abel avalia segunda derrota do Palmeiras no Brasileirão

Em seis jogos realizados, o Palmeiras já soma dois tropeços neste início de Campeonato Brasileiro. Para Abel, o revés para o Furacão se deu também pelo aspecto emocional no pênalti desperdiçado por Raphael Veiga. No fim da primeira etapa, o meia teve a chance de abrir o placar, mas parou em Bento.

Na sequência, Pablo, em cobrança de falta contou um desvio na barreira para fazer o primeiro gol do jogo.

“Claro que abalou. Não adianta esconder isso. A melhor oportunidade da primeira parte é nossa pelo pênalti, num momento que poderíamos ter feito gol e no momento seguinte sofremos (de Pablo). Tivemos pouca energia e os gols sofridos traduzem aquilo que foi o jogo”, resumiu.