Home Futebol Cicinho elege seleção que voltou a ser “temida” no futebol 

Cicinho elege seleção que voltou a ser “temida” no futebol 

Comentarista do SBT não fica em cima do muro e destaca qualidades que fazem time retomar protagonismo

Marcel Rauen
Marcel Rauen é um jornalista formado na Universidade Estadual de Londrina (UEL) que atua na área esportiva há cerca de 15 anos. É fã e praticante de esportes em geral, mas principalmente de futebol. Escreve no Torcedores desde 2015 sobre o dia a dia dos clubes brasileiros e sobre a mídia esportiva
cicinho

O ex-jogador Cicinho é atualmente comentarista do SBT - Reprodução/SBT

Sob o comando do técnico Tite, a seleção brasileira não conseguiu passar das quartas de final das duas últimas Copas do Mundo e a equipe ficou abalada a ponto de não ser mais temida no futebol mundial, mas para o ex-jogador Cicinho, com a chegada de Dorival Júnior o time já começa a novamente ser respeitada pelos maiores rivais no planeta.

PUBLICIDADE

Em participação no programa Arena SBT, desta segunda-feira (10), o comentarista apontou os fatores que fazem a seleção brasileira volta a ser temida no mundo do futebol.

“Nos enche de esperança. Se for pegar depois da Copa do Mundo de 2022, você via a França e a Espanha com elencos jovens e promissores. O Brasil não se via isso. Hoje já vê a juventude muito competitiva. Vinicius Jr. melhor jogador do mundo, o Endrick aí nesta fase, o Rodrygo… A seleção brasileira hoje é muito bem montada. Hoje temos cara de seleção brasileira. O Brasil volta a ser temido”, analisou Cicinho.

PUBLICIDADE

Depois de vencer o México por 3 a 2 no último sábado, a seleção comandada por Dorival Júnior volta a campo para um novo amistosos, nesta quarta-feira (12), contra os Estados Unidos, em Orlando (EUA), às 20h (horário de Brasília).

Elogiada por Cicinho, seleção brasileira terá mudanças contra os EUA

Para a partida deste meio de semana, a última antes da estreia na Copa América, dia 24, contra a Costa Rica, o técnico Dorival Júnior vai promover muitas alterações na equipe titular em relação ao time que começou diante do México.

A iniciativa visa a dar ritmo de jogo a todos os convocados e deixar o time pronto para a competição continental.

PUBLICIDADE

A provável escalação brasileira para enfrentar os Estados Unidos tem: Bento, Danilo, Marquinhos, Beraldo e Wendell; João Gomes, Bruno Guimarães e Lucas Paquetá; Raphinha, Rodrygo e Vini Jr.

18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial