Home Futebol Dorival Júnior não escala Endrick para amistoso entre Brasil e Estados Unidos

Dorival Júnior não escala Endrick para amistoso entre Brasil e Estados Unidos

Decisivo nas últimas três partidas da seleção brasileira, atacante deve seguir como reserva na equipe planejada pelo treinador para enfrentar os estadunidenses

Beatriz Ojeda
Ex-atleta, formada em Letras e apaixonada por esportes desde sempre. Trabalho como redatora desde 2018, fazendo cobertura de mídia esportiva, futebol, tênis e esportes americanos. Sou colaboradora do Torcedores por ser o melhor lugar para aliar as duas grandes paixões.
Endrick

Foto do Endrick no treino da seleção do dia 25/03 - Rafael Ribeiro/CBF

A seleção brasileira fará o seu último amistoso contra os Estados Unidos nesta quarta-feira (12) antes do início da Copa América. A equipe de Dorival Júnior continua invicta desde a chegada do treinador e faz os últimos preparativos antes da primeira partida oficial no torneio continental. Apesar dos bons resultados e da empolgação inicial, as cobranças por Endrick no time titular começam a aumentar.

PUBLICIDADE

O atacante de 17 anos, formado nas categorias de base do Palmeiras, ainda não iniciou nenhuma partida pela seleção brasileira como titular.

O jogador vive a sua terceira convocação e desde a chegada de Dorival Júnior estufou as redes em três partidas consecutivas, garantindo duas vitórias e um empate, mas não deve receber ainda a titularidade.

PUBLICIDADE

Dorival Júnior deixa Endrick de fora e sinaliza Raphinha como titular do Brasil contra os Estados Unidos

Apesar do grande momento vivido pelo atacante formado no Alviverde, treinador indica que irá continuar com sua escalação ofensiva inicial nos primeiros amistosos. Então, o treinador deve acionar Raphinha, Rodrygo e Vinícius Júnior como trio de ataque contra os Estados Unidos, questão que levantou questionamentos dos torcedores.

Com Endrick “pedindo passagem”, o treinador segue mantendo sua ideologia de ter paciência com o jovem jogador. Mesmo marcando contra a Inglaterra, Espanha e o México, o atacante deve iniciar no banco, conforme formação utilizada nos últimos treinos, e deve entrar no segundo tempo.

A ideia da comissão técnica do Brasil seria se apegar a um esquema de rodízio, rendendo oportunidades para todos os atletas.

A situação rendeu uma enxurrada de críticas nas redes sociais, já que o atacante do Barcelona não teve a sua melhor temporada com o time espanhol.

PUBLICIDADE

Além disso, em atuações recentes com o Brasil, passou por momentos apagados e sem muita criatividade ofensiva. Apesar das negativas, o treinador Dorival Júnior deve continuar mantendo-o no onze inicial no próximo jogo da seleção brasileira.

18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial