Home Futebol Edmundo relembra estilo “raiz” e detona mudança no futebol da seleção brasileira

Edmundo relembra estilo “raiz” e detona mudança no futebol da seleção brasileira

Ex-jogador considera que fórmula que garantiu cinco títulos mundiais foi perdida nos últimos anos

Bruno Romão
Bruno Romão atua, como redator do Torcedores.com, na cobertura esportiva desde 2016. Com enfoque em futebol brasileiro, futebol internacional e mídia esportiva, acumula experiência em eventos como Copa do Mundo e Olimpíadas. Possui diploma de bacharelado em Jornalismo pela Universidade Estadual da Paraíba.
Edmundo.

Edmundo, ídolo de Vasco e Palmeiras (Reprodução)

Presente em uma época repleta de vários craques no Brasil, Edmundo reprova os atuais rumos vistos em campo. Segundo o ídolo de Vasco e Palmeiras, o jogo posicional não combina com a essência do futebol pentacampeão do mundo. Neste cenário, no momento em que o estilo europeu foi adotado, houve uma sinalização de impacto direto na seleção.

PUBLICIDADE

“O futebol hoje é posicional, com três atacantes, com perna trocada… o cara que é destro joga pela esquerda, o canhoto joga pela direita. São os novos tempos que o futebol brasileiro quer imitar o futebol europeu.”, disse Edmundo, em live no canal Mundo Ed.

“Na minha época, era o arco e a flecha. O velocista pelo lado que cruzava para o centroavante de área fazer os gols. Isso sempre funcionou no futebol brasileiro e foi assim que conquistamos cinco títulos mundiais. Quando mudou, vamos para 24 anos (sem títulos) e nada acontece.”, acrescentou.

PUBLICIDADE

Figura icônica dos anos 90, Edmundo ganhou a alcunha de ‘Animal’ pelo comportamento aguerrido e também explosivo. Diferentemente dos dias atuais, o ex-jogador recordou que havia uma disputa intensa entre zagueiros e atacantes, mas tudo era considerado normal dentro das quatro linhas.

“A parte física sempre foi meu forte. Sempre fui bem tecnicamente, mas o meu forte sempre foi a parte física. Sempre fui pro pau, independente se ia jogar bem… o pau comia, só que ninguém reclamava. Dava e levava!”, recordou.

Edmundo recorda clima de Flamengo x Vasco

Após o baque causado pela goleada do Flamengo, Edmundo lamenta que o Vasco tenha sido atropelado no Maracanã. Relembrando a postura de Eurico Miranda, o ex-camisa 10 do Cruz-Maltino tratava cada duelo envolvendo o maior rival como uma final de campeonato.

“Nós tínhamos um dirigente que falava que esse clássico era um campeonato à parte. Eu queria ganhar esse campeonato. A semana era diferente. Fazer um gol em um clássico como esse, dentro do Maracanã, é uma das sensações mais gostosas do mundo, é até difícil de explicar.”, contou.

PUBLICIDADE

18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial