Home Futebol PVC indica futuro de Augusto Melo no Corinthians: “Cada vez mais grave”

PVC indica futuro de Augusto Melo no Corinthians: “Cada vez mais grave”

Comentarista lembrou fato histórico que não ocorre no Corinthians desde 1972, há 52 anos, e precisou de união de rivais

Matheus Camargo
Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), colaborador do Torcedores.com desde 2016. Radialista na Paiquerê 91,7.
Augusto Melo, Corinthians

Augusto Melo em entrevista (Reprodução)

Paulo Vinícius Coelho, o PVC, destacou em sua coluna do UOL Esporte que Augusto Melo pode sofrer impeachment e deixar a presidência do Corinthians, cargo que assumiu em janeiro deste ano, um mês após ter sido eleito em pleito realizado contra André Luiz Oliveira, o André Negão, candidato da Renovação e Transparência.

PUBLICIDADE

PVC chamou a atenção para a perda de força de Augusto Melo no Corinthians após as saídas de Rozallah Santoro, diretor financeiro, e Fernando Alba, diretor-adjunto de futebol, representantes da chapa Movimento Corinthians Grande (MCG), que em bloco abandonou o apoio que deu a Melo nas eleições.

“O Movimento Corinthians Grande (MCG) desembarcou da gestão Augusto Melo. Isso representa as saídas do diretor financeiro, Rozallah Santoro, e do diretor-adjunto de futebol, Fernando Alba, que vinha gerenciando o departamento com Fabinho Soldado. É o caos! E, a cada minuto que passa, mais grave é a situação dentro do Parque São Jorge”, destacou PVC em sua coluna do UOL Esporte sobre a situação do presidente do Timão.

PUBLICIDADE

PVC indica pouca chance de Augusto Melo “governar sozinho” no Corinthians

Segundo o comentarista, o Corinthians pode passar por um novo impeachment, como ocorreu apenas uma vez em sua história, em 1972, quando os rivais Vicente Matheus e Wadih Helu uniram suas chapas pela saída de Miguel Martínez do cargo.

Conforme publicou PVC, Augusto Melo estaria perto de repetir uma “façanha” que não ocorre há mais de 50 anos no clube, que naquela ocasião precisou da união de inimigos políticos, mas que agora pode ocorrer por falta de apoio ao mandato.

“Augusto Melo perde aliados por segundo e, se seguir assim, haverá chance de acontecer o segundo impeachment da vida corintiana (…) Hoje, ninguém no Parque São Jorge aposta que Augusto Melo conseguirá governar sozinho.”

18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial