Home Futebol Casagrande se irrita com jogador após eliminação da seleção: “Cara de deboche” 

Casagrande se irrita com jogador após eliminação da seleção: “Cara de deboche” 

Comentarista critica soberba de jogadores do Brasil em saída precoce, nas quartas de final, da Copa América 2024

Marcel Rauen
Marcel Rauen é um jornalista formado na Universidade Estadual de Londrina (UEL) que atua na área esportiva há cerca de 15 anos. É fã e praticante de esportes em geral, mas principalmente de futebol. Escreve no Torcedores desde 2015 sobre o dia a dia dos clubes brasileiros e sobre a mídia esportiva
casagrande

Casagrande é ex-jogador e colunista do UOL Esporte (Reprodução/YouTube)

A seleção brasileira foi eliminada pelo Uruguai nas quartas de final da Copa América, no noite deste sábado (6), após empate no tempo normal, por 0 a 0, e derrota nos pênaltis, em jogo disputado no Allegiant Stadium, em Las Vegas-EUA. O ex-jogador Walter Casagrande apontou para a soberba demonstrada por muitos jogadores do Brasil como o grande motivo da eliminação precoce.

PUBLICIDADE

Em sua coluna no UOL Esporte, o comentarista esportivo não poupou os atletas convocados de fortes críticas, em especial o zagueiro Éder Militão, que perdeu a primeiro cobrança na disputa por pênaltis.

“A disputa de pênaltis mostrou que enquanto nossos jogadores não perderem “a máscara”, não iremos ganhar mais nada. A caminhada de Eder Militão até a marca do pênalti foi indecente, com uma cara de deboche, sorrindo, com um olhar de soberba que estava na cara que iria perder o pênalti”, detonou Casagrande.

PUBLICIDADE

“Não dá para aguentar olhar para a cara da maioria desses jogadores que se sentem superiores a todos, e o Brasil não vence uma Copa do Mundo desde 2002 e uma Copa América desde 2019”, completou.

Casagrande ainda mostrou irritação até mesmo com a forma que os jogadores brasileiros correram no instante da cobrança de pênaltis. Para ele, a atitude demonstra falta de seriedade.

“Todos os brasileiros que bateram deram aquela corridinha ridícula que nenhum jogador no mundo faz mais. Na Eurocopa nenhum batedor deu essa corridinha, e nem os uruguaios. Muito pelo contrário! Eles foram com seriedade para a batida e partiram para a bola com convicção e sem corridinha. Nós não aprendemos nada a cada eliminação, porque continuamos com a mesma soberba de sempre”, finalizou o comentarista.

A seleção brasileira volta a campo agora somente na próxima Data Fifa entre 2 e 10 e setembro.

PUBLICIDADE

18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial