Home Outros Esportes NHL: Seattle Kraken contrata primeira assistente técnica mulher na história liga

NHL: Seattle Kraken contrata primeira assistente técnica mulher na história liga

NHL foi a última das quatro grandes ligas norte-americanas a ter uma mulher como membro da comissão técnica de uma equipe

Thais May Carvalho
Jornalista formada pela Faculdade Cásper Líbero e mestranda de Ciências da Comunicação na Universidade de São Paulo, sou colaboradora do Torcedores.com desde 2020. Escrevo sobre diversas modalidades, com foco mais voltado para futebol americano, beisebol, surfe, tênis, futebol, hóquei no gelo e basquete.

Foto: Jason Redmond/AP Photo

Nesta quarta-feira (3), o Seattle Kraken da National Hockey League fez história ao anunciar Jessica Campbell como técnica assistente do time. Ela se tornou, assim, a primeira mulher a integrar uma comissão técnica na NHL.

PUBLICIDADE

Campbell se juntará mais uma vez ao técnico Dan Bylsma, que foi contratado para ser o novo comandante do Kraken. Os dois trabalham juntos desde 2022 no Coachella Valley Firebirds, equipe afiliada de Seattle que atua na American Hockey League e que foi vice-campeã nas duas últimas temporadas. Na AHL, ele era técnico principal e ela cuidava dos atacantes e da unidade de power-play.

“Durante nosso tempo no Coachella Valley, vi em primeira mão o compromisso de Jessica com o desenvolvimento dos jogadores. Sua capacidade de estabelecer relacionamentos com seus atletas […] foi um fator importante nesta contratação. Estou ansioso para continuar a trabalhar com ela no nível da NHL”, disse Bylsma.

PUBLICIDADE

O diretor dos Firebirds, Troy Bodie, também comentou sobre a capacidade de Campbell para engajar os jogadores. “Antes dos treinos, ela fazia sessões de habilidade de meia hora com 90% de participação. Fiquei chocado porque normalmente não há tanta participação em treinos opcionais.”

PUBLICIDADE

Com 32 anos de idade, Jessica Campbell tem um longo histórico com o hóquei no gelo. Ela jogou por quatro anos pela Universidade de Cornell antes de atuar profissionalmente por Calgary na Canadian Women’s Hockey League e por Malmo na liga sueca.

Sua carreira como assistente técnica começou em 2017 na Pursuit of Excellence Hockey Academy e continuou na Europa, onde chegou a trabalhar com a seleção alemã masculina durante o Ice Hockey World Championships. Ela ainda treinou individualmente mais de uma dúzia de jogadores da NHL desde a pandemia, como Luke Schenn, Matt Barzal e Brent Seabrook.

“Eu cresci como uma jovem jogadora sonhando em atuar na NHL, porque isso era tudo que eu conhecia”, disse Campbell para a NHL. “Nunca imaginei ser capaz de treinar neste nível. É apenas abaixar a cabeça, fazer o trabalho, e ver onde isso me leva. Estou obviamente honrada de estar neste caminho e continuar a fazer um bom trabalho”.

Com a presença de Jessica Campbell na beira do ringue a partir da próxima temporada, a NHL se tornará a quarta das grandes ligas norte-americanas a contar com uma mulher em comissões técnicas. Em 2014, Becky Hammon se juntou ao San Antonio Spurs e se tornou a primeira mulher a ter um cargo deste tipo na NBA. Dois anos depois, o Buffalo Bills da NFL contratou Kathryn Smith como técnica de controle de qualidade do time. E ao substituir um técnico de primeira base expulso pelo San Francisco Giants em 2022, Alyssa Nakken foi a primeira e única mulher a entrar em campo para comandar um time da MLB.

PUBLICIDADE
18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial