Home Futebol Renato Gaúcho, do Grêmio, comenta saída de JP Galvão: “Tem de seguir seu rumo”

Renato Gaúcho, do Grêmio, comenta saída de JP Galvão: “Tem de seguir seu rumo”

Contrato do centroavante com o Imortal está prestes a terminar e técnico da equipe já admite saída iminente

Stefani Couto
Jornalista apaixonada pelo mundo dos esportes e pelas histórias que ele carrega. Com formação em Jornalismo pela Unifran e atualmente me aprofundando no universo do Jornalismo Esportivo em minha pós-graduação, busco sempre ir além das manchetes e trazer os detalhes que fazem toda a diferença.
Renato Gaúcho á beira do gramado entre Grêmio x Palmeiras

Renato Gaúcho á beira do gramado entre Grêmio x Palmeiras (Lucas Uebel/Gremio)

Renato Gaúcho tem enfrentado questionamentos sobre a atuação do centroavante João Pedro Galvão no Grêmio. O jogador, escalado na última quinta-feira (4), não ajudou o Tricolor a manter vantagem de 2 a 0 sobre o Palmeiras em partida que terminou empatada em 2 X 2.

PUBLICIDADE

JP Galvão chegou ao Grêmio em agosto do ano passado para substituir Luis Suárez. Desde então, o jogador de 32 anos, emprestado pelo Fenerbahçe, da Turquia, participou de 45 jogos e marcou apenas três gols, todos no Gauchão contra São José, Novo Hamburgo e Santa Cruz.

Treinador fala sobre saída do atleta

Como o contrato de JP Galvão se encerra no final deste mês, Renato Gaúcho admitiu na coletiva pós-jogo que a saída do atleta é iminente. Ele aproveitou a situação para explicar por que decidiu privilegiar o centroavante em detrimento de outros nomes, como Nathan Fernandes.

PUBLICIDADE

Segundo o técnico, quando a imprensa insiste em criticar um jogador, a única solução é sua saída do clube quando ele não corresponde em campo. Renato Gaúcho mencionou que essa situação já ocorreu com outros jogadores e faz parte da realidade do futebol. Ele destacou que, diante da falta de desempenho esperado, JP deve buscar outro caminho.

“Quando vocês cismam com um jogador, se o jogador não rende, não adianta. Já tive problemas com outros jogadores aqui, justamente por isso. Faz parte. Vai fazer o quê? É a vida.”, desabafou o treinador do Grêmio.

Explicação sobre entrada de JP

Conhecido por não se omitir mesmo em perguntas espinhosas, Renato Gaúcho justificou na coletiva a escolha por JP Galvão. As alterações irritaram alguns torcedores, que o chamaram “burro” ao final do jogo. O incidente foi duramente criticado por Abel Ferreira em entrevista pós-jogo, que se solidarizou com o técnico tricolor.

Renato Gaúcho disse que optou por JP por ser um atacante de área, que segura a bola na frente, briga com os zagueiros adversários e garante a posse de bola.

PUBLICIDADE

A estratégia incluiu a utilização de três zagueiros para minimizar o perigo das jogadas aéreas do adversário. Renato lamentou que, apesar da estratégia, a equipe acabou sofrendo dois gols.

Coloquei o Galvão para segurar, brigar com os zagueiros e manter a posse de bola. Coloquei três zagueiros para evitar o perigo da bola aérea. Infelizmente, sofremos dois gols.”, rebateu o técnico.

Após a lesão de Diego Costa em 8 de junho, contra o Estudiantes, JP Galvão foi titular em quatro partidas contra Flamengo, Botafogo, Fortaleza e Atlético-GO.

Na derrota no clássico Gre-Nal, entrou a sete minutos do final, e na vitória sobre o Fluminense, não foi utilizado, pois Renato optou por uma formação sem centroavante de origem.

PUBLICIDADE
18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial