Home Futebol Renato Maurício Prado pede Abel e Leila Pereira na seleção brasileira

Renato Maurício Prado pede Abel e Leila Pereira na seleção brasileira

Brasil foi eliminado nas quartas de final da Copa América ao ser derrotado, nos pênaltis, diante do Uruguai

Adriano Oliveira
Sou colaborador do Torcedores.com desde 2018, com mais de 3.600 textos publicados, porém escrevo sobre futebol há mais de 15 anos. Mas é claro que a paixão por este esporte começou bem antes disso. Hoje, aos 51 anos de idade, o futebol ainda me faz sentir a mesma coisa que eu sentia aos 10.
Abel Ferreira, técnico do Palmeiras, ao lado da presidente do clube, Leila Pereira

Cesar Greco/ SE Palmeiras

A seleção brasileira deu adeus à Copa América de 2024 ao ser derrotada pelo Uruguai, nas cobranças de penalidades, pelo placar de 4 x 2, após empate sem gols no tempo regulamentar.

PUBLICIDADE

A partida, válida pelas quartas de final da competição continental, foi disputada neste sábado (6) no Allegiant Stadium, em Las Vegas, nos Estados Unidos.

O resultado negativo diante da seleção celeste não acontecia desde a edição de 1995 da Copa América, quando os brasileiros foram superados na final pelos anfitriões uruguaios no estádio Centenário, em Montevidéu, também nos pênaltis.

PUBLICIDADE

Mostrando um futebol “pobre” técnica e taticamente desde o início da competição, que não empolgou grande parte dos torcedores e analistas esportivos, o trabalho do técnico Dorival Júnior vem recebendo muitas críticas pela falta de um padrão de jogo definido.

Para o jornalista e comentarista Renato Maurício Prado, o atual momento da seleção brasileira exige mudança imediata na comissão técnica, restando cerca de dois anos para a próxima Copa do Mundo.

“Alguém está acreditando mesmo que o Dorival vai acertar esse time nas Eliminatórias?”, questionou RMP. E acrescentou:

“E se a gente tivesse ganhado nos pênaltis, o que não mudaria em nada a atuação catastrófica do Brasil (contra o Uruguai)?… Foi um jogo de baixa qualidade dos dois lados, mas e se a gente tivesse ganho nos pênaltis, e a gente sabe que pênalti é uma coisa meio aleatória, o que esses jogadores iriam dizer de ‘barbaridade’, meu Deus do céu… Apesar de tudo, foi até bom o Brasil não passar”, disse o comentarista no programa “Fim de Papo”, do canal do UOL Esporte no YouTube.

PUBLICIDADE

Ao ser questionado por Luiza Oliveira se o ex-técnico Tite estaria “fazendo falta” no comando da seleção, Renato Maurício Prado foi categórico:

“Não tenho nenhuma saudade do trabalho do Tite na seleção, eu achava o Tite um baita treinador no Corinthians, fui um dos que ficou entusiasmado quando ele assumiu a seleção, e ele fez de fato um início de trabalho espetacular. O Tite nas Eliminatórias sempre foi espetacular, mas as duas Copas do Tite foram decepcionantes. Então eu acho que, para mim, o Tite é carta fora do baralho”, sentenciou Renato.

“O Abel (Ferreira, treinador do Palmeiras) é a solução mais fácil, porque ele já está aqui (…) Sem brincadeira, vocês não acham que o Abel seria um excelente nome? (…) Eu tenho uma solução: Leila Pereira contratada como CEO da CBF, só ela tratando do futebol da CBF, e leva o Abel junto. Pronto. Terceiriza o futebol (da seleção brasileira) para a Leila e o Abel. Seria perfeito”, exclamou Renato Maurício Prado.

Assista abaixo a um trecho do vídeo publicado pelo canal do UOL Esporte no YouTube:

PUBLICIDADE

Como apostar na Copa América: Melhores mercados e dicas

18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial