Home Futebol Tostão não perdoa técnico do Brasileirão Série A: “Ansiedade de mudar”

Tostão não perdoa técnico do Brasileirão Série A: “Ansiedade de mudar”

Ex-jogador alfineta estratégia de treinador em jogo da 14ª rodada do Campeonato Brasileiro

Eder Bahúte
Eder Bahúte integra o time do Torcedores.com desde 2016. Na cobertura esportiva, atua como redator e tem como foco principal o futebol brasileiro, internacional e mídia esportiva. Diplomado pela Universidade Paulista, o profissional acumula experiência em radiojornalismo e mídia impressa, além de participação em eventos da Copa do Mundo e Paulistão.
Tostão

Ex-jogador é colunista na Folha de SP - Reprodução/Internet

A goleada do Flamengo por 4 a 2 sobre o Atlético foi citada na coluna de Tostão na Folha de S.Paulo. No meio de semana, o Galo foi facilmente dominado pelo adversário carioca em sua própria casa. A disparidade de nível apresentado chamou a atenção. A estratégia e mudanças de Gabriel Milito desagradaram.

PUBLICIDADE

Em algumas linhas, o tricampeão abordou a ausência da compactação das equipes do futebol brasileiro e utilizou como exemplo dois casos envolvendo os times de Minas: Atlético-MG e Cruzeiro.

No meio de semana, a Raposa perdeu para o Criciúma por 1 a 0. O ex-jogador criticou também as mudanças que foram feitas ao longo da partida pelo técnico Fernando Seabra, enfraquecendo determinados setores.

PUBLICIDADE

“Na derrota do Atlético-MG para o Flamengo, o time jogava com inúmeros atacantes e apenas Otávio no meio-campo. Na derrota do Cruzeiro para o Criciúma, o time jogava bem, tinha boas chances para virar o placar, quando o jovem treinador Seabra, que faz ótimo trabalho, trocou vários jogadores. O time ficou confuso e perdeu a chance de ganhar”, afirmou Tostão, que acrescenta.

“Essa ansiedade de mudar é frequente nos treinadores, pressionados para vencer e para fazer substituições sempre que o time está perdendo. Nem sempre elas são necessárias”.

Citado por Tostão, Milito engata sequência negativa no Atlético e recebe críticas

A lua de mel entre os torcedores do Atlético e Gabriel Milito chegou ao fim. Após a derrota para o Flamengo, foi possível notar no Twitter (antigo X) muitas manifestações negativas contra o argentino, inclusive, pedindo a sua demissão do comando técnico.

Neste domingo (7), o Galo enfrenta o Botafogo, no Rio de Janeiro, precisando desesperadamente de um bom resultado para subir na tabela de classificação. Caso sofra um novo revés, a pressão tende a ser ainda maior.

PUBLICIDADE
18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial