Home Mercado da Bola Vessoni analisa venda de Carlos Miguel ao Nottingham Forest: “Muito irrisório”

Vessoni analisa venda de Carlos Miguel ao Nottingham Forest: “Muito irrisório”

O jornalista opinou sobre a saída do arqueiro, que foi oficializado no time inglês após deixar o Corinthians em situação polêmica

Beatriz Ojeda
Ex-atleta, formada em Letras e apaixonada por esportes desde sempre. Trabalho como redatora desde 2018, fazendo cobertura de mídia esportiva, futebol, tênis e esportes americanos. Sou colaboradora do Torcedores por ser o melhor lugar para aliar as duas grandes paixões.
Carlos Miguel, ex-goleiro do Corinthians

Carlos Miguel, do Corinthians, durante partida entre Corinthians x São Paulo válida pelo Brasileirão Série A (Maurício Rummens/Fotoarena)

Há algumas semanas atrás, Cássio oficializou sua saída do Corinthians antes do fim de contrato, deixando Carlos Miguel como titular no gol. Porém, o arqueiro também avisaria a diretoria do Timão que estava de saída após receber uma proposta do Nottingham Forest da Inglaterra. Na última terça-feira (09), o clube inglês oficializou o acordo e foi avaliado por Vessoni.

PUBLICIDADE

Durante o programa ‘G4’ da Bandsports, o comentarista esportivo abriu o jogo das imagens da chegada de Carlos Miguel ao Nottingham Forest. Apesar de não ser uma novidade, Vessoni afirmou: “Ele estava só pelo depósito da multa, exames médicos, isso aconteceu. E aí faz todos aqueles ‘videozinhos’ de apresentação e tudo mais, aí o Murillo recepcionando, também ex-Corinthians”.

O especialista relembrou que Murillo foi vendido por 12 milhões de euros após pagamento da multa rescisória. Em contrapartida, Carlos Miguel deixou o Timão por apenas 4 milhões de euros e completou: “Um valor muito irrisório. Um valor que paga basicamente uma folha salarial de um mês só do Corinthians, porque a conversão está dando 21, 22 (milhões de reais) e é basicamente a folha do Corinthians de um mês”.

PUBLICIDADE

Na opinião de Vessoni, a negociação de Carlos Miguel com o Nottingham Forest faz com que o Corinthians perca um jogador que estava em bom momento por um valor que não trará grandes benefícios ao clube, que conta com uma situação complicada. O comentarista esportivo explicou: “Mas isso muito aí rescaldo ainda da decisão do Sr. Duílio Monteiro Alves, ex-presidente do Corinthians, de aceitar baixar a multa de 50 para 4 milhões”.

Diante desse cenário, Vessoni deu crédito ao acompanhamento das movimentações do Departamento de Futebol do Nottingham Forest que percebeu a mudança no valor da multa rescisória. Na sequência, convenceu o empresário de Carlos Miguel para deixar o Corinthians e contar com um bom goleiro.

18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial