Vai começar a frequentar academia? Veja dicas para iniciantes

Começar a frequentar uma academia nem sempre é uma tarefa fácil para quem é sedentário. Dicas foram concedidas pelo personal trainer Italo Fernando de Souza , de São Paulo

Jéssica De Paula Alves
Jornalista amapaense migrada em Belo Horizonte (MG). Nascida em março de 1990, é gremista e adora esportes desde a infância. Faixa branca em jiu-jitsu, também é fã de rock e ama unir suas paixões.

Crédito: Domínio Público

Começar a frequentar uma academia nem sempre é uma tarefa fácil para quem é sedentário. Apesar de querer incorporar as atividades físicas na rotina, muitas pessoas não sabem como dar o primeiro passo. Alguns pontos importantes que não podem ser ignorados, se o desejo é que os resultados da malhação apareçam.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

Se você se encaixa no perfil do novo aluno que nunca treinou, o Torcedores fez um guia que para ajudá-lo nessa nova trajetória. As dicas foram concedidas pelo personal trainer Italo Fernando de Souza , de São Paulo.

1 – Cuidados iniciais

Independente do motivo, ao iniciar uma academia, o ambiente e regras de utilização devem ser observados. “Tomar cuidado com o setor de pesos livres da academia e usar as medidas de segurança fornecidas. Além de utilizar roupas adequadas para a prática dos exercícios são essenciais”, diz Italo.

2 – Adeque o treino

De acordo com o personal, os treinos devem ser feitos de acordo com o perfil do aluno. Dependendo do histórico de atividade física, da sua idade, do seu gênero, entre outros. Além disso, as variáveis, como intensidade e carga, devem ser controladas. De  forma que, assim, seja adaptativa e não sendo um choque muscular.

“Um método muito utilizado com iniciantes é alternado por segmentos, um método que não sobrecarrega os grupos musculares e em relação a prática de outras aulas, podem ser feitas, só depende da montagem dos treinos, o professor deve ser flexível e encaixar os treinos e outras aulas como por exemplo as coletivas, na sua rotina de treinamento”, completa o personal.

3 – A avaliação física

A avaliação física é muito importante para informar todos os dados atuais do aluno, como índice de massa magra e gordura corporal. Por isso, antes de iniciar qualquer atividade física, é fundamental que um profissional da saúde seja consultado. “Vale ressaltar que existe diversos tipos de avaliação física, mas no contexto geral todas servem para monitorar seu rendimento, que são os resultados do treinamento”, observou Italo.

4 – Frequência

Inicialmente, o personal recomenda que o aluno frequente a academia três vezes por semana. Isso porque o praticante está em processo de adaptação e assim deve ser respeitado o treino e descanso.

“Conforme for respondendo aos treinamentos de forma positiva, pode-se progredir, aumentando cada vez mais a sua frequência, melhorando sua prescrição de treino e dessa maneira obter melhores resultados”, enfatizou o profissional.

5 – Procure um profissional

Todo iniciante deve ser auxiliado por um profissional da área com registro no CREF, frisa Ítalo. Mesmo que ele não tenha acesso ou condições de pagar um personal, todas as academias tem por obrigatoriedade ter um profissional da área para auxiliar os alunos.

“Então o iniciante deve passar todas as informações para o professor de sala, para que possa haver uma boa prescrição de inicio de treinamento. Tirar todas as duvidadas de cada exercício, chamar o professor ao invés de fazer alguma execução errada. Também é valido o aluno ter interesse em pesquisar, conhecimento nunca é demais”, explica.

6 – Não desista

Manter o foco pode ser difícil, mas é importante que mesmo com dores ou fadigas, que o treinamento não seja interrompido. Por isso vale a pena informar o professor de que tipo de atividade você gosta de fazer, para que tenha um engajamento na prática diária, afirma o personal.

“Todos os alunos quando inicia no treinamento, na sala de musculação, começa com muito animo, pega pesado nas cargas nos primeiros dias, acaba sentindo muita dor muscular nos dias posterior, porque não respeito a fase de adaptação e com isso acaba desanimando. Algo que ajuda bastante é ter um parceiro de treino que está disposto a mudanças de hábitos também”, destacou.

10 – Não cometa esses erros

Copiar o treino de outras pessoas ou ainda não chamar o professor para ajuda-lo, fazendo de forma equivocada podem ser prejudiciais em seu desempenho. Por isso fique atento aos erros que não devem ser cometidos.

“Não conhecer as regras de utilização da academia frequentada, não prestar atenção na explicação do professor, querer um mega treino, sendo que ingressando nos treinos, não usar as vestimentas corretas para treinar e não ter uma relação social com o professor que está em sala são erros comuns que devem ser evitados”, concluiu.

LEIA MAIS

Hidratação, alimentação e reposição de eletrólitos podem evitar cãibras; veja dicas