Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Vaiado pela primeira vez, Edenilson explica drible de Cirino e faz desabafo na web

Volante publicou um longo texto nas redes sociais dando a sua versão sobre o fatídico lance contra o Athletico

Eduardo Caspary
Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

Crédito: Foto: Site Inter

Pela primeira vez desde o vice-campeonato do Inter na Copa do Brasil, o volante Edenilson resolveu se manifestar. Sem dar entrevistas desde a última quarta, o volante colorado usou o Instagram para se defender das críticas – sobretudo os questionamentos sobre a sua atitude após o drible de Marcelo Cirino, na quarta-feira, onde teria “caminhado” durante a sequência da jogada que gerou o gol de Rony e o 2×1 para o Athletico no Beira-Rio.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!

A longa postagem na web feita pelo camisa 8 ocorre no mesmo dia em que ele foi vaiado pela primeira vez desde que chegou ao Inter, ainda no primeiro semestre de 2017. A insatisfação da torcida foi demonstrada no anúncio do seu nome na escalação que venceu a Chapeocense por 1×0, pelo Brasileirão, na manhã deste domingo, em Porto Alegre.

“Boa tarde. Em virtude dos muitos pedidos, venho me pronunciar. Poderia me calar e sumir como tentei fazer nos últimos dias, para tentar esquecer o que passou nos últimos 15 dias, onde literalmente do último lance contra o Cruzeiro até o último lance contra o Athletico eu fui do céu ao inferno. Realmente, desde o meu primeiro jogo aqui senti o carinho e afeto do torcedor. E justamente por isso estou aqui. Tenho mais de 100 jogos, muitas vitórias, muitas derrotas, muitas alegrias e muitas tristezas também, coisas que fazem parte do futebol. Os aplausos e as vaias jamais serão um problema. Pelo contrário, é a forma como o torcedor demonstra o seu sentimento e isso tem que ser respeitado. Assim como jamais expliquei algo bom que eu tenha feito, é difícil ter que explicar algo ruim, porém em virtude da forma como foi interpretada aqui estou”, escreveu inicialmente.

Na sequência, Edenilson dá a sua versão da jogada em que ele e Sobis são driblados por Cirino e não esboçam reação:

“Não concordo que eu e o Sobis desistimos do lance com o Cirino. Dentro de campo você vive de escolhas e decisões, as vezes certas, outras vezes erradas. Eu sabia que no final da partida ele tentaria segurar a bola na linha de fundo ou cavar uma falta. Optei por tentar roubar a bola limpa sem falta para que pudéssemos ter no minimo mais uma chance de ataque. Quando eu vejo que o Sobis chega, eu confio que roubaríamos a bola e baixo um pouco a guarda. Mas o Cirino então consegue sair e ao ver a distância que a bola foi pensei que teria alguém perto. Quando viro, me surpreendo que estamos um pouco distantes justamente por estarmos em busca do resultado. Quem me conhece sabe que jamais desistiria de ajudar ou tentar ajudar os meus companheiros. Nesses mais de 100 jogos que citei, sempre demonstrei isso. Posso conviver com a dor de ter sido incompetente, mas não com um sentimento de desistência que jamais existiu. Infelizmente foi uma grande trajetória que sem o título não valeu de nada. Agora temos que seguir em frente, não por descaso ou por não respeitar. Justamente pelo contrário, porque é preciso. Pois o clube segue e está acima de qualquer um”.

Confira:

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Edenilson Andrade (@oficialedenilson) em

LEIA MAIS:

Covardes sem honra? Odair minimiza críticas e vaias da torcida: “Nunca faltou raça”

Torcida do Inter pede mais raça, vaia jogadores e levanta faixa: “Covardes sem honra”

Narrador gaúcho se irritou com postura do Athletico: “Não merece meu reconhecimento”

André tira onda com o Inter após derrota colorada na final da Copa do Brasil: “Vizinha, chora não”

Siga o autor:

No YouTube

No Instagram