Arda Turan abre as portas ao futebol brasileiro e assina autorização para empresários procurar por clubes

Depois de ser emprestado ao futebol turco, meio-campista de 32 anos deve se reapresentar ao Barcelona em breve

Paulo Silva
Colaborador do Torcedores

Crédito: Foto: Divulgação

Com futuro incerto na Europa, Arda Turan abre as portas ao futebol Brasileiro. O contrato de empréstimo do turco de 32 anos se encerrou com o Basaksehir, de Istambul, e agora o meio-campista é aguardado para se reapresentar ao Barcelona, onde não deve ter muito espaço pela alta concorrência.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Ele foi campeão da Liga Europa com o Atlético de Madrid e marcou história no clube. No entanto, não conseguiu fazer o mesmo no Barça, sendo emprestado para seu país natal. Arda Turan assinou uma autorização junto à empresa “You First Sports”, grupo que conduziu as negociações entre Filipe Luís e Flamengo.

O ex-jogador Guilherme Siqueira também fez parte da empresa, jogou ao lado do turco no Atlético de Madrid e confirmou a autorização de seu ex-companheiro para negociar com clubes do futebol brasileiro, em entrevista ao LANCE!.

“Devido à minha relação com o Arda, já que jogamos juntos no Atlético, conversei com o empresário dele, que assinou uma autorização pra negociá-lo no Brasil. O atleta é conhecido mundialmente e, com certeza, agregaria e muito ao nosso futebol, assim como deram certo as contratações que vieram recentemente.”

Por conta do alto salários e valores na negociação, Flamengo e Palmeiras seriam os clubes com maiores condições financeiras de adquirir Arda Turan. No entanto, ainda não houve especulações envolvendo ambos e nem algum outro clube brasileiro. O que se tem até o momento é apenas a confirmação que o turco abriu as portas para negociações com o futebol brasileiro.

PASSAGEM RUIM PELA TURQUIA

Com o contrato até o meio de 2020 com o Barcelona, ele ficou marcado por sua passagem ruim pela Turquia. Por lá, jogou 39 jogos, marcou apenas dois e ficou suspenso por 16 partida por ter empurrado um árbitro e agredido um cantor turco.

LEIA MAIS:

Fã de Cruyff e devoto de futebol ofensivo: quem é Quique Setién, novo técnico do Barcelona
Barcelona: Como a equipe pode jogar sem Luis Suárez à disposição?