Henrique freia empolgação após vitória no primeiro FlaFlu de 2020: “Só comemoramos títulos”

Após vitória no primeiro FlaFlu de 2020, experiente volante do Fluminense afirma não estar empolgado; Henrique fou perguntado sobre empolgação

Willian Ferreira
Colaborador do Torcedores

Crédito: Twitter/Reprodução

A vitória no primeiro FlaFlu de 2020, aparentemente, causou empolgação após o Flamengo x Fluminense da última quarta-feira (29). Disputado no estádio Jornalista Mario Filho, popularmente conhecido como Maracanã, os atletas tricolores, porém, não deixaram a euforia tomar conta do elenco. Henrique, volante da equipe, foi um dos porta-vozes do plantel que falou após o clássico, válido pela quarta rodada da Taça Guanabara 2020, primeiro turno do Campeonato Carioca 2020.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Indagado sobre uma comemoração para as semifinais da Taça Guanabara após a peleja, Henrique freou o jornalista responsável pela pergunta. “Comemorar a gente nunca comemora. Temos que comemorar títulos. Quanto à classificação, estamos com um passo avançado. Mas temos muito que conquistar ainda. Não tem nada ganho. Estamos em um trabalho que vem demonstrando competência e assim vamos continuar. Nada tem sido fácil, estamos trabalhando, os jogos não tem sido fáceis. Estamos em uma crescente que pode nos dar uma condição, lá na frente, a respeito da classificação”, destacou.

Classificação

O Fluminense, equipe de Henrique, é a única agremiação com 100% de aproveitamento no estadual. Líder do Grupo B com doze pontos, o Tricolor avança para as semifinais da Taça Guanabara 2020 com um empate nos próximos dois jogos. Mais do que isso: caso conquiste um resultado igual, a equipe garante a primeira posição da chave.

LEIA MAIS
Muriel é perdoado pela torcida do Fluminense após falha contra o Internacional: “Fez dois milagres no jogo, injustiça absurda falar mal”
Fluminense x São Paulo será a primeira partida de Ganso contra a equipe em que atuou mais vezes na carreira
Torcedor do Fluminense, Paulo Henrique Amorim tratou do esporte para cutucar inimigos políticos e Rede Globo