Promessa do Flamengo, Lázaro diz ter carinho pelo Real e fala sobre multa de € 80 milhões: “Não me pressiona”

Jovem de 17 anos pode trilhar o mesmo caminho de Vinicius Jr, Paquetá e Reinier no Flamengo

Bruno Romão
24 anos, jornalista formado pela Universidade Estadual da Paraíba, amante da escrita, natural de Campina Grande e um completo apaixonado por futebol. Contato: bruno.romao.nascimento@gmail.com

Crédito: Alexandre Loureiro/CBF

Herói da seleção brasileira no título da Copa do Mundo Sub-17, Lázaro renovou com o time carioca até 2025. Dessa forma,  o atacante possui uma multa rescisória de 80 milhões de euros (R$ 368 milhões), sendo tratado como uma das grandes promessas do clube. Sendo assim, sua transição para o time profissional está perto e perante sua qualidade deve ganhar chances, de forma gradativa, com Jorge Jesus.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Em entrevista ao jornal ”AS”, o atleta rubro-negro se mostrou tranquilo em relação ao seu contrato. Diante disso, se mostrou feliz por ter seu desempenho sendo recompensado.

”Não me pressiona, estou calmo. É algo sobre o que se falou, mas o que eu quero é alcançar meus objetivos, realizar meus sonhos e os da minha família. A renovação me deixou feliz porque é uma recompensa pelo trabalho”, declarou.

Tendo substituído Juan, do São Paulo, na lista para o Mundial, Lázaro ficou feliz em ajudar o Brasil a conquistar o troféu. Seus gols, na semifinal e final, foram essenciais para a conquista.

”Foi muito importante para a minha carreira, porque eu não estava na primeira lista, mas fiquei calmo, continuei trabalhando no Flamengo e, quando eles me disseram que eu estava indo, a esperança era trabalhar para isso. Fortalece o que faço de melhor, finalizando muito nos treinos e, na Copa do Mundo, me dediquei à semifinal e final. Eu trabalhei duro para isso”, completou.

Durante a conversa, o brasileiro citou seus ídolos no futebol e sobre qual clube europeu ele torce.

”(Meus ídolos) São Cristiano Ronaldo e Neymar, mas mais Cristiano por causa da maneira como ele trabalha.  Sempre tive um carinho especial pelo Real Madrid. Quando eu tinha tempo e ficava em casa assistindo jogos, sempre eram (os jogos) do Madrid, com seus grandes jogadores. Mas na Europa há muitos (times), é difícil ficar com apenas um”, contou.

LEIA MAIS