Núbia Soares é contratada pelo Barcelona e volta a competir após lesão

Núbia é a primeira brasileira no atletismo dos catalães na história

Eduardo Statuti
Estudante de jornalismo na Universidade Federal de São João del-Rei. No Torcedores desde 2019.

Crédito: Flavio Florido/Exemplus/ COB

Multi campeão no futebol, o time azul e grená prova ser realmente mais que um clube. Além da qualidade futebolística, os catalães tem grande força no futsal, handebol, basquete e ultimamente investem bastante no atletismo. E entre esses investimentos, aparece a figura da brasileira Núbia Soares. A mineira é a mais nova integrante da equipe e já chegou com uma vitória após sete meses longe de competições.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva! 

Siga o Torcedores também no Instagram

A equipe de atletismo do Barcelona, apesar de ser uma das mais antigas no clube, não é a mais vitoriosa. Todavia, atualmente os catalães fizeram bons investimentos na categoria, e possuem 17 atletas entre os 100 melhores do mundo em suas modalidades. Núbia Soares é a primeira brasileira na história a atuar no atletismo do clube catalão. Assim sendo, a saltadora que já foi a terceira melhor do mundo tem nível para estar nessa equipe, e demonstrou isso em sua primeira exibição.

Voando em sua estreia

Em uma competição ocorrida em Madrid, pela Real Federação Espanhola de Atletismo, a mineira se destacou em sua estreia. Na disputa em pista coberta, Núbia alcançou 13,46m no salto triplo, e venceu a modalidade. Apesar de ser uma boa marca, a atleta já havia conseguido 14,49m numa pista descoberta.

A brasileira continua a realizar seus treinos em Guadalajara, cidade próxima à Madrid. Entretanto, representa o clube catalão em competições junto a grandes figuras do atletismo mundial que também trabalham no Barcelona. Yulimar, que esta na equipe da brasileira, já conquistou um bronze mundial e a prata nas Olimpíadas do Rio em 2016 no salto triplo. Outro grande nome é o de Álex Quiñonez que outrora venceu os 200 metros no mundial do Catar.

LEIA MAIS:

De Filípides a Eliud Kipchoge, a criação e evolução da Maratona

Abebe Bikila. O herói nacional etíope de pés descalços