Pelé, Neymar, R10, Prass e trio da Copa-2014: relembre 5 vezes em que boleiros foram personagens de histórias em quadrinhos

No Dia do Quadrinho Nacional, Torcedores.com recorda craques do futebol brasileiro que foram parar nas páginas dos gibis

Patrick Monteiro
Repórter do Torcedores com passagens por: jornal O Fluminense (Niterói/RJ) e diário Lance. Comentarista e narrador na extinta Rádio Fluminense AM 540, onde apresentou os programas "Futebol Internacional" e "Jornada Esportiva". Ex-colunista do site Chelsea Brasil. Cobriu, in loco, a Copa do Mundo FIFA 2014, incluindo a grande final (Alemanha x Argentina), entre outros eventos, como Rio Open de tênis, Copa Brasil de Vela e Conmebol Libertadores.

Crédito: Reprodução

Angelo Agostini publicou, em 30 de janeiro de 1869, a primeira história em quadrinhos brasileira. Intitulada de “As aventuras de Nhô-Quim, ou Impressões de uma Viagem à Corte”, a obra do cartunista italiano marcou época no País. A partir de 1984, a data passou a celebrar o “Dia do Quadrinho Nacional”. Com o tempo, até mesmo esportistas foram parar nas páginas ilustradas. Alguns jogadores de futebol, heróis nos campos, viraram celebridade também na imaginação das crianças.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Pelé

Foi o que aconteceu em 1976. Pelas mãos de Mauricio de Sousa, o “Rei do Futebol” virou “Pelezinho” nas tirinhas de jornal. Um ano depois, veio a versão em revista da história. A parceria entre Pelé e o pai da “Turma da Mônica” durou até 1986, mas, quatro anos depois, voltou a aparecer, fazendo parte das comemorações sobre os 50 anos do “atleta do século”, e também em 2012.

Neymar

O mesmo artista colou Neymar mais próximo do público infantil. No conto, o atacante que atuava no Santos era um menino de dez anos. A primeira edição da revista foi chamada de “Um garoto de Talento”. O lançamento aconteceu em 2013 no Salão de Mármore da Vila Belmiro.

Ronaldinho Gaúcho

Em 2016, o “Bruxo” “mergulhou” no caldeirão do mundo dos gibis pela Editora Globo em “Ronaldinho Gaúcho e a Turma da Mônica”. Eram 12 histórias distribuídas em 66 páginas. No entanto, o brasileiro eleito duas vezes o melhor do mundo com a bola nos pés ganhou o protagonismo total nos textos de Mauricio de Sousa na obra “A Turma do Ronaldinho Gaúcho”.

David Luiz, Marcelo e Thiago Silva

“Com A TAM A História É Outra”. Bem que poderia ser mesmo. Assim, evitava os 7 a 1. A aposta da companhia aérea foi lançada para promover a Copa do Mundo de 2014. David Luiz, Marcelo e Thiago Silva foram transportados dos gramados para os papéis.

Versão em HQ dos jogadores em campanha da TAM

Fernando Prass

Campeão da Copa do Brasil de 2015 e responsável pelo gol na última cobrança de pênalti do Palmeiras na final contra o Santos, Fernando Prass visitou o Cebolinha e posou com o troféu em junho do ano seguinte. O personagem que sempre trocou o “R” pelo “L” não tomou jeito e soltou um: “Vai, Plass!”.
Fernando Prass em quadrinhosHomenagem de Maurício de Sousa a Fernando Prass

Leia também:

RedeTV! transmitirá mais dois campeonatos internacionais de futebol

Reunião por Rony, lateral uruguaio e indefinição sobre Matheus Fernandes: a quarta-feira (29) do Palmeiras no mercado da bola

Clube mexicano “contrata” cadela que invadiu gramado em dia de vitória pela liga nacional