Após diversos ataques, vice jurídico do Flamengo exclui conta no Twitter

Postura da diretoria em relação a tragédia que completa um ano neste sábado, tem causado revolta da torcida

Ítalo Bruno
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Foto/Reprodução

A tragédia do Ninho do Urubu ganhou novos e tristes episódios neste sábado. Diante da falta de acordo e tudo que ainda cerca o ocorrido, o impedimento da entrada de algumas famílias no Ninho do Urubu, foram assunto neste sábado.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva! Siga o Torcedores também no Instagram

No início da tarde, Eduardo Dunshee, vice geral e jurídico do Flamengo, postou nas redes sociais uma imagem de camisas, com os nomes dos dez meninos em frente ao Ninho do Urubu (a imagem era de uma homenagem feita pela torcida) e foi prontamente atacado.

Eternamente… 10 – escreveu Dunshee.

Diante da não entrada das famílias de Christian Esmério e Jorge Eduardo no CT, o dirigente foi cobrado pelo ocorrido e tratou de ressaltar que só responderia questões jurídicas, pelas quais o mesmo é responsável.

Após muitas críticas e comentários que demonstravam insatisfação e reprovação com a postura adotada pela cartolagem rubro-negra, Eduardo Dunshee apagou sua conta no Twitter.

Leia mais

Werley cobra justiça em tragédia no Ninho do Urubu: “Que o culpado seja punido”

1 ano da tragédia do Ninho: O posicionamento do Flamengo, as causas, os culpados e as homenagens às vítimas

Flamengo realiza minuto de silêncio antes das atividades deste sábado