Barcelona é o clube mais rico do mundo; veja o top-20

Barça lidera estudo de equipes com maiores receitas pela primeira vez

Marcel Thomé
Colaborador do Torcedores.com

Crédito: Divulgação

O Barcelona é o clube de futebol mais rico do mundo. Foi o que atestou a consultoria inglesa Deloitte, responsável por conduzir o “Football Money League”, um estudo anual sobre o faturamento dos principais clubes do mundo. Essa é a primeira vez em 23 edições da pesquisa que o time catalão atingiu o topo da lista, e com uma marca inédita: foram € 840,8 milhões (R$ 3,8 bilhões na cotação atual) arrecadados em receita.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

O resultado do ranking foi obtido a partir de uma análise da temporada 2018/2019, encerrada em junho do ano passado. Anteriormente, a liderança estava com o rival do Barcelona, o Real Madrid, que dessa vez ficou em segundo lugar. Já na terceira colocação temos o Manchester United, o primeiro de três anos atrás.

Ainda de acordo com a lista, os 20 clubes mais ricos do mundo se concentram nas cinco principais ligas europeias: inglesa, espanhola, alemã, italiana e francesa. Além disso, também são eles os principais responsáveis por levar uma verdadeira multidão de torcedores aos sites de apostas esportivas, já difundidos em todo o mundo. Essa onda também ocorre por aqui, onde o 888 Casino já fez sua fama no Brasil, abrindo espaço para a popularização do 888sport, voltado para apostas esportivas.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

Veja a lista dos vinte primeiros colocados:

1 – Barcelona: 840,8 milhões de euros
2 – Real Madrid: 757,3 milhões de euros
3 – Manchester United: 711,5 milhões de euros
4 – Bayern de Munique: 660,1 milhões de euros
5 – Paris Saint-Germain: 635,9 milhões de euros
6 – Manchester City: 610,6 milhões de euros
7 – Liverpool: 604,7 milhões de euros
8 – Tottenham: 521,1 milhões de euros
9 – Chelsea: 513,1 milhões de euros
10 – Juventus: 459,7 milhões de euros
11 – Arsenal: 445,6 milhões de euros
12 – Borussia Dortmund: 377,1 milhões de euros
13 – Atlético de Madrid: 367,6 milhões de euros
14 – FC Internazionale Milano: 364,6 milhões de euros
15 – Schalke 04: 324,8 milhões de euros
16 – AS Roma: 231 milhões de euros
17 – Olympique Lyonnais: 220,8 milhões de euros
18 – West Ham United: 216,4 milhões de euros
19 – Everton: 213 milhões de euros
20 – SSC Napoli: 207,4 milhões de euros

Para realizar o cálculo da receita total de cada clube, a Deloitte utilizou como base três elementos: o matchday (ingressos para a temporada e bilheteria); os direitos de transmissão (incluindo participações em ligas, copas e competições europeias); e o comercial (marketing, patrocínios e outros). Não fez parte da conta, portanto, os valores obtidos por meio de transferências de jogadores.

Destaques sobre o top 20

– A disparidade entre o faturamento do Barcelona e do Real Madrid, o primeiro e segundo colocados, respectivamente, foi a maior da história da pesquisa. O clube catalão conquistou € 83,5 milhões, ou R$ 385 milhões, a mais que seu adversário.

– Outro dado interessante mostra a força do futebol europeu. A receita combinada do top 20 foi recorde, tendo arrecadado € 1 bi a mais que a soma anterior: € 9,3 bilhões (R$ 42,9 bilhões).

– O Paris Saint-Germain conseguiu, pela primeira vez, uma vaga do top 5 de clubes mais ricos do mundo desde 2015, sendo o que mais fatura com acordo comerciais (57% da receita).

– Os direitos de transmissão ainda são a principal fonte de renda da maior parte dos clubes, correspondendo a 44% de sua receita, seguido de 40% de comercial e 16% de matchday.

– O Arsenal ficou em sua pior colocação no ranking desde a temporada 2000/2001. Uma das razões que ajudam a entender a 11ª posição é a ausência do clube na Liga dos Campeões.

– O top 20 é composto por oito clubes ingleses (cinco no top 10), quatro italianos, três alemães, três espanhóis e dois franceses.

LEIA MAIS: