Ícone do site Torcedores – Notícias Esportivas

Barcelona mira Willian José para reforçar o ataque

Divulgação/Real Sociedad

Brasileiro é um dos nomes de Quique Setién para aumentar as opções ofensivas do Barça na próxima temporada

O setor ofensivo do Barcelona segue sendo um problema para o treinador Quique Setién. Com Luis Suárez e Ousmane Dembélé entregues ao departamento médico, o técnico espanhol tem poucas opções no ataque.

Segundo o Mundo Deportivo, um dos principais nomes para reforçar o clube na próxima janela de transferências é o brasileiro Willian José. Mesmo com as dificuldades impostas pela Real Sociedad, o Barcelona acredita que pode contar com o atacante de 28 anos.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Na janela de transferências de janeiro, a Real Sociedad recusou uma proposta de 15 milhões de euros (aproximadamente R$ 71 milhões) do Tottenham pelo atacante. Apesar do desejo de Willian José se transferir para a Inglaterra, a diretoria do clube basco não quis negociar o atleta.

Em entrevista ao canal oficial da Real Sociedad, Willian José pediu desculpas à torcida pelo interesse em jogar no Tottenham, e disse estar focado em ajudar a equipe espanhola a atingir seus objetivos na temporada.

“A verdade é que eu peço perdão à torcida, ao treinador e aos meus companheiros, pelo o que eles passaram nos últimos dias. Eu vi que era uma boa oportunidade para mim, jogar na Champions League e também na Premier League, que é um sonho. Não consegui, mas eu estou contente aqui. Sou agradecido por tudo o que a Real Sociedad fez por mim. Agora só tenho que trabalhar para conseguir meu espaço novamente”, afirmou.

Willian José disputou 24 partidas e anotou oito gols na atual temporada com a camisa da Real Sociedad. A equipe está na sexta colocação do Campeonato Espanhol, com 37 pontos, e na semifinal da Copa do Rei, onde enfrenta o Mirandés.

LEIA MAIS

Barcelona igual Argentina? Jornal aponta problemas semelhantes para Messi

Messi ultrapassa a pior seca de gols dos últimos dois anos

 

Leia mais:

Sair da versão mobile