Com Mané de volta, Liverpool vem com força máxima na Premier League; veja a provável escalação

Com o título nas mãos, Liverpool busca por recordes na Premier League e enfrenta o Norwich City neste sábado (15)

Paulo Silva
Colaborador do Torcedores

Crédito: Foto: Divulgação/Twitter Liverpool FC

O Liverpool segue em sua caminhada rumo ao título do Campeonato Inglês que não acontece há 30 anos. Neste sábado (15), o desafio da equipe comandada por Jurgen Klopp é o Norwich City, fora de casa, às 14h30 (de Brasília).

DAZN agora custa menos de R$1,00 por dia e o primeiro mês é grátis! Assine já!

A grande novidade é a volta de Sadio Mané, que havia ficado de fora dos últimos jogos do Liverpool por conta de uma lesão muscular. O atacante senegalês acompanha Mohamed Salah e Roberto Firmino na explosiva linha de frente dos Reds. Apesar da Champions League na próxima semana, Klopp expressou foco total no rival deste fim de semana:

“Nós marcamos quatro gols, eles marcaram um. Mas eles tiveram muito mais oportunidades nesse jogo. Foi um bom aviso no início da temporada. Estávamos começando e, nessa altura, não eramos tão consistentes. Agora ambas as equipes estão em situações diferentes. Sentimos a qualidade do Norwich e temos de garantir que eles vão sentir a nossa.”

Confira a provável escalação do Liverpool:

Alisson; Alexander-Arnold, Gomez, Van Dijk e Robertson; Henderson, Fabinho, Wijnaldum; Salah, Mané, Roberto Firmino.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Com 73 pontos, o Liverpool está com 22 de vantagem em relação ao Manchester City, que soma 51. Em 25 rodadas, são 24 vitórias e um empate, em uma campanha memorável dos Reds.

FICHA TÉCNICA 

Jogo: Norwich x Liverpool
Data: Sábado, 15 de fevereiro de 2020
Local: Carrow Road – ING
Horário: 14h30 (de Brasília)
Onde assitir: ESPN Brasil

LEIA MAIS:

Antes da Champions, Klopp garante foco do Liverpool no Norwich: “Minha primeira preocupação”
Alisson admite que o Liverpool ficou “admirado” com o Flamengo, mas dispara contra a imprensa: “Não nos respeitaram o suficiente”