Dia Mundial do Rádio: relembre 10 narrações emocionantes da transmissão esportiva

Tem Osmar Santos, Fiori Gigliotti, Oscar Ulisses e outros ícones do rádio brasileiro

Matheus Camargo
Colaborador do Torcedores

Crédito: Divulgação/ Site Oficial Corinthians

No Dia Mundial do Rádio, comemorado neste dia 13 de fevereiro, o Torcedores lista abaixo 10 narrações emocionantes e inesquecíveis da história da transmissão esportiva. Nomes importantes como Osmar Santos, Fiori Gigliotti, Oscar Ulisses, entre outros aparecem na relação.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Veja abaixo:

Atlético-MG x Tijuana – Osvaldo Reis, o Pequetito
Quando Riascos correu para a bola aos 47 do segundo tempo, o coração de todo torcedor do Atlético-MG parou e esperou. A defesa de Victor é lembrada até hoje pela voz do Pequetito.

São Paulo x Corinthians – Nilson César
O gol 100 de Rogério Ceni ficará na memória do torcedor do São Paulo por muitos anos e, sem dúvidas, na voz de Nilson César, da Jovem Pan. O narrador previu o lance antes mesmo de acontecer e até hoje é lembrado por isso.

Flamengo x Vasco – Luiz Penido
O gol dos 43, marcado por Petkovic, é histórico para o torcedor do Flamengo, que viu aquele tricampeonato carioca como uma de suas maiores conquistas. Em 2001, Luiz Penido deu a voz a um dos gols mais importantes da história co clube.

Palmeiras x Vasco – Luiz Penido
Se em 2001 Penido fez o vascaíno sofrer contra o Fla, um ano antes tudo tinha sido diferente. Foi dele a narração para a virada histórica no Palestra Itália, contra o Palmeiras, na final da Mercosul. No último gol de Romário, aos 47 do segundo tempo, gritou a plenos pulmões “o gol do milagre é do rei Romário!”.

São Paulo x Barcelona – Osmar Santos
“E que golaço, Raí cracaço!” O torcedor do São Paulo que ouviu a narração de Osmar Santos na decisão do Mundial de 1992 não esquece jamais do grito de gol. É um dos mais importantes da história do clube.

Corinthians x Ponte Preta – Osmar Santos
O gol do fim do tabu de 23 anos sem títulos do Corinthians também está na voz de Osmar Santos. O gol chorado de Basílio na final do Paulistão de 1977 está registrado e marcado: “o grito marcado de um povo. A Fiel está explodindo!”

Botafogo x Flamengo – José Carlos Araújo, o Garotinho
Mais um gol de quebra de tabu, dessa vez do Botafogo, entrou para a história do rádio. O Garotinho narrou o gol de Maurício e colocou seu nome na história do clube, já que os torcedores jamais esquecem o título que encerrou 21 anos de jejum: “Mau, Mau, Mau, Maurício!”

Santos x Peñarol – Oscar Ulisses
O título da Libertadores de 2011 é o mais importante de Neymar pelo Santos e ficou marcado pela voz de Oscar Ulisses. O narrador não se conteve ao narrar o gol do ainda “menino” e repetiu várias vezes: “sabe quem fez? sabe quem fez? O craque!”

Corinthians x Atlético-MG – Oscar Ulisses
Também está na voz de Oscar o primeiro gol de Adriano pelo Corinthians. Mesmo com a passagem curta, o camisa 10 foi campeão brasileiro em 2011 e fez aquele que foi considerado o gol do título. Na narração, Oscar não se conteve e mandou: “é gol do Imperador!”

Palmeiras x Corinthians – Fiori Gigliotti
Um dos narradores mais icônicos do rádio esportivo foi o responsável por narrar o gol de Evair na final do Paulistão de 1993, o que levou os palmeirenses à loucura após linda jogada de Mazinho: O bordão “o tempo passa…” ficou marcado para os torcedores.

Leia mais:
Dedé usará período de licença para procurar novo clube e não deve mais jogar pelo Cruzeiro