Epic Games anuncia Adam Sussman como seu novo presidente

Depois de meses, a Epic Games escolheu seu novo presidente e trata-se de Adam Sussman, que deixa a Nike para se juntar a eles

Luiz Mutschele
Colaborador do Torcedores

Crédito: site oficial Epic Games

Depois da saída de Paul Meegan em junho do ano passado havia a expectativa de quem a Epic Games iria colocar em seu lugar. Nesta semana finalmente tivemos a confirmação de seu substituto e será Adam Sussman, que estava no cargo de diretor digital da Nike.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

O anúncio foi feito pelo próprio Sussman através do Linkedin e foi confirmado pelo site Gamespot. Confiram a declaração dele:

“Após 5 grandes anos na Nike, decidi seguir para minha próxima oportunidade como presidente da Epic Games. A Nike é uma marca incrível, tive a chance de trabalhar com muitas pessoas excelentes e estou muito orgulhoso do que realizamos juntos. Embora seja triste, estou muito animado por me juntar à Epic e honrado por fazer parte dessa grande equipe que criou um dos maiores jogos do mundo.

2020 será um grande ano para mim e minha esposa, três filhos e dois cães… Um retorno aos jogos, uma mudança para a Carolina do Norte e uma oportunidade para ajudar a mudar o futuro dos jogos.”

Vale destacar que Sussman já é um velho conhecido do mundo dos games, pois antes da Epic Games trabalhou como vice-presidente sênior de publicação global da Zynga entre 2012 a 2014, teve uma breve passagem antes disso na The Walt Disney Company como vice-presidente sênior de publicação da DIMG Games, além de exercer a função de vice-presidente na EA e Take-Two Interactive.

Leia mais: 

Trials Of Mana: vazada informação que o jogo receberá demo

Dragon Quest Tact recebe trailer e inscrições para Beta fechado

The Division 2 tem anunciada a expansão “Warlords de Nova York”; confira os detalhes

RPG estilo roguelike, Undungeon deve chegar para PC no final de 2020

Dragon Ball FighterZ receberá DLC de Kefla no final de fevereiro