Goleiro homossexual teve que enfrentar insultos de crianças na Espanha

Santi Rivero expressou sua indignação nas redes sociais

Lucas Castro
Colaborador do Torcedores

Crédito: Twitter/Divulgação

O espanhol Santi Rivero, goleiro em uma liga amadora de Madrid e assumidamente homossexual, teve que lidar em sua última partida com insultos sobre sua orientação sexual por parte de crianças da torcida de seu adversário. O arqueiro usou o twitter para denunciar o ocorrido.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Santi atua com uma bandeira colorida, símbolo da comunidade LGBT estampada em sua camiseta. Assim, os torcedores começaram a insultá-lo de várias formas.

Indignação nas redes sociais

“Ontem foram para a grade, atrás de mim, um grupo de dez crianças de uns 13 anos. Começaram com o típico de goleiro frangueiro ou zagueiro ruim. Mas quando viram a camiseta que eu usava, começaram a gritar: goleiro v…”, disse Rivero nas redes sociais.

Posteriormente, o árbitro, companheiros e até jogadores rivais passaram a apoiar o goleiro.

“Os companheiros do outro time também se aproximaram e começaram a repreender as crianças. Uma atitude honrada que quero agradecer. Quando eles (as crianças) se viram acurraladas, foram embora do jogo. Mas do lado de fora, continuaram com os insultos por um tempo” afirmou o goleiro.

LEIA MAIS