Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

José Neto lamenta ausência do Brasil no basquete feminino de Tóquio-2020: “Triste pelas meninas”

Seleção Brasileira encerra Pré-Olímpico com três derrotas, após faturar a medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de 2019

Patrick Monteiro
Repórter do Torcedores com passagens por: jornal O Fluminense (Niterói/RJ) e diário Lance. Comentarista e narrador na extinta Rádio Fluminense AM 540, onde apresentou os programas "Futebol Internacional" e "Jornada Esportiva". Ex-colunista do site Chelsea Brasil. Cobriu, in loco, a Copa do Mundo FIFA 2014, incluindo a grande final (Alemanha x Argentina), entre outros eventos, como Rio Open de tênis, Copa Brasil de Vela e Conmebol Libertadores.

Crédito: Divulgação/Facebook/Basquete Brasil - CBB

Contra a Austrália, o Brasil sofreu a terceira derrota e fechou o Pré-Olímpico da França sem sequer uma vitória. A equipe da Oceania levou a melhor por 86 a 72 e vai disputar a Olimpíada de Tóquio, assim como as anfitriãs do torneio qualificatório e Porto Rico. Somente o representante sul-americano ficou de fora neste grupo.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

“Se você avaliar o resultado, é muito ruim. O Brasil ficou fora da Olimpíada. Se você avaliar o trabalho, vê que a gente merecia. É triste pelo trabalho, pelo que a CBB vem fazendo com o apoio do COB”, comentou, após a partida deste domingo, o técnico José Neto, que lamentou por ver suas jogadoras ausentes no grande evento do esporte em 2020.

“Fico triste por mim, pelas meninas. Vim para ajudar e acho que consegui ajudar a chegar até esse ponto, mas cheguei no limite. As meninas merecem, o basquete feminino merece”, disse.

Antes de ser superada pelas australianas, a Seleção Brasileira já havia entrado em quadra duas vezes, ambas com placares adversos no final. Francesas e porto-riquenhas venceram o time de José Neto, que, em 2019, conduziu a equipe ao ouro do Pan-Americano de Lima, no Peru.

Veja também:

Basquete feminino: Brasil sofre terceira derrota no Pré-Olímpico e está fora de Tóquio-2020

Brasil pode ir aos Jogos Olímpicos até com derrota, mas só vitória garante vaga sem depender de resultado alheio