Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

LoL: Flamengo Esports anuncia contratação de Luskka para temporada 2020

Contratação de Luskka irá colocar Absolut sob pressão na rota inferior

Hugo Zolin
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Divulgação/Flamengo Esports

Na última sexta-feira (7), a equipe de League of Legends do Flamengo anunciou a contratação do atirador Luskka. A chegada do atleta coloca pressão em Absolut na rota inferior. Até então, Luskka estava sem time e chegará para completar a equipe do Flamengo. O atleta irá contribuir com a comissão técnica com sua experiência e domínio de jogo.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

A estréia oficial de Luskka pelo Flamengo no Campeonato Brasileiro de League of Legends, mais conhecido como CBLoL, deverá acontecer após três rodadas. O motivo é a espera pela aprovação da contratação do atleta por parte da Riot Games, que estipula o regulamento da competição e adição de atletas após a janela de inscrição.

Luskka já acompanha os passos do Flamengo desde a última rodada do CBLoL, quando a equipe venceu a Prodigy no último sábado (1) e sofreu uma derrota para a Furia, no dia seguinte (2).

Confira também: Cinco melhores jogos grátis para PC; veja a lista neste link

Desde 2015 no cenário competitivo, a nova contratação Rubro-Negra passou pela Big Gods, organização que ficou na história por receber uma penalização de 16 pontos por entregar os nomes de jogadores e contratos para a Riot. Também atuou pela Team Genesis, que após um tempo se tornou INTZ Genesis, Jayob e Operation Kino. A última camisa defendida por Luskka foi a da Team oNe, onde jogou até agosto do último ano.

Com a chegada do jogador, o Flamengo Esports completa sua equipe de dez jogadores, que até então contava com Reven, analista, como reserva emergencial na posição de atirador.

LEIA MAIS

Mercado mobile se tornou a maior plataforma da Activision

Alloy Origins Core, novo teclado da HyperX, tem funções para gamers

CS:GO: Jogadores podem ser punidos por chat de voz abusivo