Mesmo com renovações, chefe da Mercedes acredita que Verstappen e Leclerc possam deixar suas equipes antes mesmo do fim dos novos contratos

Toto Wolff acredita que tudo é mais complexo do que foi apresentado na mídia

Carlos Henrique Correia
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Reprodução facebook Oficial / Mercedes-AMG Petronas Motorsport

Dois dos jovens mais promissores do grid da Fórmula 1, Charles Leclerc e Max Verstappen tiveram na última temporada seus vínculos estendidos com suas respectivas equipes, Ferrari e Red Bull. Apesar disso, Toto Wolff acredita que ambos não cumprirão os contratos até o fim.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Os italianos fecharam com o monegasco até 2024. Já o holandês da equipe dos energéticos assinou até o fim de 2023. A fala do chefão da Mercedes repercute em um momento em que o principal piloto da equipe, o hexacampeão Lewis Hamilton, inicia 2020 com 35 anos de idade e uma possível chegada de outro nome forte das pistas deve ser considerada para um futuro próximo.

Em entrevista concedida à ‘Auto Motor und Sport’, Wolff disse que enquanto a Mercedes tiver o carro mais rápido escolher os titulares não será uma tarefa das mais difíceis.

“Acho que os contratos são muito mais complexos do que os apresentados na mídia. Eu ficaria surpreso se os dois pilotos se comprometessem com uma equipe por cinco anos e mantivessem a porta fechada para outras equipes”, afirmou.

A montadora alemã dominou a principal categoria do automobilismo nos últimos seis anos e conquistou todos os títulos individuais e de construtores. Somente o inglês levantou cinco troféus e só foi superado em 2016, pelo seu então companheiro, Nico Rosberg, que se aposentou no ano seguinte.

Em outro ponto da conversa, o dirigente ainda exaltou seus jovens da academia. “Temos um grupo de juniores que apoiamos e que estão indo bem. George Russell não cometeu nenhum erro na Williams, e Esteban Ocon ficará bem na Renault em próximos anos. Ao mesmo tempo, Lewis Hamilton e Valtteri Bottas são, obviamente, partes muito importantes da equipe”, finalizou.

LEIA MAIS