Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Messi pode sair de graça do Barcelona e atrai interesse de Juventus, PSG e gigantes da Europa, diz jornal

Craque argentino teria que avisar o Barcelona um mês antes de tomar a decisão. Manchester City, Manchester United, Juventus e Paris Saint-Germain se interessam pelo jogador

Rafael Brayan
Estudante de jornalismo. Colaborador especialista e editor-plantonista do Torcedores.Twitter: @rafaelbrayan_

Crédito: Reprodução/Facebook FC Barcelona

Em meio a crise dentro do Barcelona, o jornal italiano Gazzetta dello Sport revelou uma cláusula no contrato de Lionel Messi com a equipe catalã nesta quinta-feira (6). De acordo com a publicação, o jogador argentino poderá deixar a o time do Camp Nou de graça a qualquer momento.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Cartão de crédito sem anuidade? Abra sua conta Meu BMG agora!

Para isso, deverá avisar o clube um mês antes de sair do Barcelona. Manchester United, Manchester City, Paris Saint-Germain, Juventus e Inter de Milão são algumas das equipes que estão atentas às decisões de Messi no clube. Apesar de ficar livre no mercado, o camisa 10 da seleção argentina terá um salário anual de 50 a 85 milhões de euros anuais.

Messi vive momento perturbado dentro do clube catalão. Nessa semana, o craque argentino respondeu críticas feita pelo ex-companheiro e atual diretor Eric Abidal, que afirmou que alguns jogadores “não estavam trabalhando muito”, em entrevista ao jornal Sport. Na sua conta no Instagram, o capitão do Barcelona pediu para o francês citar nomes, “pois, caso contrário, estaremos sujando todos e alimentando coisas que são ditas e não são verdadeiras.”

O jornal italiano ainda destaca que a saída do treinador Ernesto Valverde e as eliminações recentes na Liga dos Campeões da Europa, contra Roma e Liverpool, com viradas históricas, poderiam aumentar as chances da saída do argentino. A falha na tentativa na contratação de Neymar na última janela também influencia na decisão de Messi, que chegou ao clube no começo dos anos 2000.

LEIA MAIS:

Guardiola recorda saída de Cristiano Ronaldo do Real Madrid e alerta Barcelona sobre eventual saída de Messi

Não foi só Messi: 5 casos de boleiros que “peitaram” dirigentes