Paysandu projeta comprometimento diante do Remo e manda recado: “não vão ter vida fácil”

Time alviceleste enfrenta o rival belenense, depois de avançar de fase na Copa do Brasil

Octávio Almeida Jr
Jornalista graduado pela Universidade da Amazônia (UNAMA), 27 anos.Repórter de campo pela Rádio Unama FM em duas finais de Campeonato Paraense (anos 2016 e 2017).

Crédito: Jorge Luiz/ascom Paysandu

Depois de garantir classificação à segunda fase na Copa do Brasil ao empatar por 1 a 1 contra o Brasilense, o Paysandu agora enfrenta o Clube do Remo, pela 4ª rodada do Campeonato Paraense. O primeiro clássico entre as equipes na temporada 2020 do futebol brasileiro está marcado para domingo (9), a partir das 16h, no estádio Mangueirão.

Apesar de uma suposta vantagem física a favor do time azulino, o volante Serginho afirma que o Paysandu vai com todas as forças para equilibrar o jogo.

Futebol de graça e ao vivo por 1 mês? Conheça o DAZN Brasil!

“A gente sabe que o nosso rival descansou a semana inteira, só que eles não vão ter vida fácil”, disse o meio-campista bicolor, em entrevista para a Rádio Clube do Pará.

“Vai ser uma final e domingo a gente precisa recuperar uma derrota que a gente teve dentro do Mangueirão (contra o Castanhal). Precisa recuperar esses três pontos que perdemos”, observou.

“Acredito que a gente pode fazer isso trabalhando forte, respeitando o nosso rival”, concluiu Serginho.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

O auxiliar-técnico do Paysandu, Guilherme dos Anjos, por sua vez, espera que o time repita o comportamento apresentado contra o Brasiliense.

Serginho projetou clássico equilibrado no estádio Mangueirão - imagem: Jorge Luiz/ascom Paysandu

Serginho projetou clássico equilibrado no estádio Mangueirão – imagem: Jorge Luiz/ascom Paysandu

“Para o jogo do Remo, eu espero a mesma coisa que nós tivemos hoje (contra o Brasiliense). Entrega, comprometimento e um entendimento daquilo que foi passado pra eles (os jogadores) na hora de entrar (em campo)”, declarou.

Este será o confronto 752 da rivalidade centenária entre Remo e Paysandu. O time remista leva vantagem: 261 a 235 em vitórias. 255 empates completam o retrospecto.

Leia também:

Paysandu tem dupla suspensa e pode estrear lateral no clássico contra o Remo

Micael diz que pênalti do Brasiliense foi irregular: “a bola não pegou na minha mão”