Rony projeta concorrência no Palmeiras, pede a camisa 77 e já mira seleção: “É consequência, né?”

Rony chegou a despertar o interesse do Corinthians, que foi o principal concorrente do Palmeiras na negociação, e recebeu também sondagem do Atlético-MG

Danielle Barbosa
Colaboradora do Torcedores.com.

Crédito: Divulgação/Athletico Paranaense

Em entrevista ao Globo Esporte Paraná, da RPC, exibida nesta sexta-feira (21), o atacante Rony falou sobre sua saída do Athletico Paranaense e se mostrou ansioso para vestir a camisa do Palmeiras antes mesmo do clube paulista oficializar a negociação, que deve custar aos cofres do time alviverde 6 milhões de euros (cerca de R$ 28,4 milhões) por 50% dos direitos econômicos do jogador.

Cartão de crédito sem anuidade? Abra sua conta Meu BMG agora!

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

“O diferencial de jogar aqui no Athletico, com certeza, é a torcida. que apoia bastante. Espero, quem sabe um dia, voltar, não sei, ninguém sabe o dia de amanhã. Espero que todos lembrem de mim, que todos lembrem do Rony que passou, um jogador que, com certeza, vai sair de cabeça erguida e que sabe que deu o seu melhor e honrou a camisa com todo o seu esforço, sempre querendo vencer”, disse o atacante.

Quer saber quem chega e quem sai dos clubes do Brasil e do mundo?

 

Com 73 partidas, 13 gols e três títulos com a camisa do Furacão, Rony também falou sobre a expectativa de jogar no Palmeiras. “A expectativa é grande, né? Estou ansioso. Espero dar sempre o meu melhor para ajudar a equipe do Palmeiras. Pode ter certeza que, essa camisa que vou vestir, vou honrar com toda a força. Determinação não vai faltar. Foco, empenho, vibração dentro de campo… Esse é meu estilo e vou procurar sempre dar o meu melhor para ajudar o Palmeiras.”

O atacante de 24 anos, que pediu a camisa 77 por considerar o número “7” como o da ‘perfeição’, comentou ainda a concorrência que terá para buscar uma vaga no ataque do Palmeiras, que já conta com Dudu, Willian, Luiz Adriano, Gabriel Veron, Wesley, Ivan Angulo e Luan Silva.

“Vai ficar bem ofensivo, né? Espero sempre, nos treinamentos, estar dando meu melhor para botar minhoca na cabeça dele (Luxemburgo), que ele consiga escalar o melhor time para jogar. Vou procurar trabalhar bem, sempre respeitando meus companheiros. Vou para jogar, vou para somar, para estar ajudando dentro de campo”, garantiu o atacante, que também já projetou ganhar a chance de ser convocado para a seleção brasileira.

“Seleção brasileira é consequência, né? Mas o foco está sendo totalmente este. Espero estar chamando atenção do Tite. Vou sempre procurar dar o meu melhor, estar mostrando que posso estar junto com os caras, mas tenho que trabalhar muito e focado para, quando a oportunidade aparecer, eu estar preparado”, completou.

LEIA MAIS:
Luxemburgo revela meta de gols de Dudu e pede calma com Luan Silva e Angulo: “Eles têm que mostrar que merecem ficar”