Home Futebol Tite exalta liderança tática de Casemiro e entende postura do PSG com Neymar: “Tem um histórico de lesões”

Tite exalta liderança tática de Casemiro e entende postura do PSG com Neymar: “Tem um histórico de lesões”

Tite relembrou o histórico recente de lesões do Neymar e que o camisa 10 chegou a desfalcar o clube na última Champions League da última temporada justamente por estar machucado

Danielle Barbosa
Jornalista. Escrevendo para o Torcedores desde 2014.

Um dos principais jogadores do Real Madrid sob o comando de Zinedine Zidane, Casemiro também arranca elogios do técnico Tite, comandante da seleção brasileira. Em entrevista ao jornal espanhol ‘As’, o treinador do Brasil destacou a importância do volante para a fluidez das partidas e o elegeu como líder tático da equipe.

PUBLICIDADE

Cartão de crédito sem anuidade? Abra sua conta Meu BMG agora!

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

“A liderança técnica do Brasil é Neymar. No momento-chave, todos olham para ele porque ele resolve. Casemiro é o líder competitivo, o líder tático. Ele conhece exatamente as funções do jogo e precisamos apenas de um olhar para nos entendermos”, disse Tite, que ainda fez questão de ressaltar a qualidade do volante.

PUBLICIDADE

“Casemiro jogou como dez no Brasil. Quando ele recuou sua posição no campo, ele cresceu. O primeiro jogador no centro do campo deve ser um especialista nessa função. O domínio do setor, a posição e a função que Casemiro tem são impressionantes. Ele acrescenta a parte técnica, o toque e, graças a isso, as peças são criadas fluentemente. Ele faz o jogo passar. Ele é um jogador inteligente, do mais alto nível intelectual. E ele se cuida como atleta. A comida, a vida, a noite. Ele sabe que tudo tem seu momento”, acrescentou.

Ao falar sobre seu camisa 10, Tite comentou sobre a polêmica entre o jogador e o PSG após o próprio Neymar criticar a preocupação do clube e o deixar de fora de alguns jogos do Campeonato Francês para preservá-lo para as oitavas de final da Champions League. “Eu entendo a situação, o Neymar tem um histórico de lesões. Na última Liga dos Campeões, ele se machucou, não jogou e o PSG foi eliminado. E agora ele vai jogar a liga francesa, que é praticamente conquistada? Entendo que o clube não quer correr o risco de seu jogador mais importante se machucar novamente.”

Vale lembrar que após a derrota para o Borussia Dortmund, na última terça-feira (18), em jogo válido pela partida de ida das oitavas de final da Champions League, Neymar demonstrou insatisfação com a postura do clube francês. “Infelizmente tive que acatar isso, tive várias discussões, não curti o que eles propuseram para mim. Mas o clube é quem manda, tive que respeitar, infelizmente. Mas isso acaba sendo ruim para mim e para os meus companheiros”.

“Estava realmente lesionado, tinha uma fissura na costela. Mas não era nada que me impedisse de jogar. Óbvio que tive que ficar recuperando uma semana. Para o jogo contra o Lyon (9 de fevereiro) eu já meio que estava preparado para jogar, já queria jogar. Só que adiaram de novo, adiaram de novo e adiaram novamente”, completou.

PUBLICIDADE

LEIA MAIS:
Comentarista do SporTV questiona Seleção de Tite e avalia: “É mais simples encaixar Casemiro e Neymar no Flamengo”

18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial