Ex-atacante da seleção da Inglaterra inicia isolamento após contato com filho que apresenta sintomas do novo coronavírus

Por precaução, Gary Lineker, que defendeu Leicester, Everton, Barcelona, Tottenham e Nagoya Grampus, busca se afastar do contato social

Patrick Monteiro
Repórter do Torcedores com passagens por: jornal O Fluminense (Niterói/RJ) e diário Lance. Comentarista e narrador na extinta Rádio Fluminense AM 540, onde apresentou os programas "Futebol Internacional" e "Jornada Esportiva". Ex-colunista do site Chelsea Brasil. Cobriu, in loco, a Copa do Mundo FIFA 2014, incluindo a grande final (Alemanha x Argentina), entre outros eventos, como Rio Open de tênis, Copa Brasil de Vela e Conmebol Libertadores.

Crédito: Divulgação/Facebook/Gary Lineker

Atual comentarista, Gary Lineker vai começar um isolamento por conta própria em razão do novo coronavírus. Isso porque seu filho apresenta sintomas gripais “não comuns” e esteve eu sua casa, de acordo com o ex-jogador.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

“Tenho estado vigilante, lavando as mãos e mantido a distância”, contou o ex-atacante, nesta segunda-feira (23), pelo Twitter.

Nariz escorrendo, dor de garganta, tosse, febre e (em casos graves) dificuldade para respirar sãos os sintomas da Covid-19. Além disso, há casos de perda de olfato.

Maior artilheiro inglês em Copas, Lineker disputou os Mundiais de 1986 e 1990. Também esteve nas Euros de 1988 e 1992. Por clubes, defendeu Leicester, Everton, Barcelona, Tottenham e Nagoya Grampus.

Leia também:

Coronavírus: Benfica doa 1 milhão de euros para compras de material hospitalar

“Prefiro que tirem o salário dos jogadores do que dos pedreiros”, diz lateral espanhol diante da pandemia do novo coronavírus