“Prefiro que tirem o salário dos jogadores do que dos pedreiros”, diz lateral espanhol diante da pandemia do novo coronavírus

Atleta de 31 anos, que atua no Alanyaspor, cita familiares para exemplificar situação vivenciada pela população mundial com os impactos da Covid-19

Patrick Monteiro
Repórter do Torcedores com passagens por: jornal O Fluminense (Niterói/RJ) e diário Lance. Comentarista e narrador na extinta Rádio Fluminense AM 540, onde apresentou os programas "Futebol Internacional" e "Jornada Esportiva". Ex-colunista do site Chelsea Brasil. Cobriu, in loco, a Copa do Mundo FIFA 2014, incluindo a grande final (Alemanha x Argentina), entre outros eventos, como Rio Open de tênis, Copa Brasil de Vela e Conmebol Libertadores.

Crédito: Reprodução/Alanyaspor

Aos 31 anos, Juanfran Moreno atua no turco Alanyaspor. O jogador espanhol já passou por Getafe, Villarreal, Real Madrid B, Betis, Deportivo La Coruña e Leganés. Em entrevista à rádio Marca, ele desabafou sobre os problemas sociais ocasionados pela pandemia do novo coronavírus.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

“Prefiro que tirem o salário dos jogadores do que dos pedreiros, como o meu pai e o meu primo”, afirmou o lateral-direito.

De acordo com a imprensa europeia, alguns clubes consideram reduzir os vencimentos dos atletas de seus respectivos elencos. Isso por conta da falta de jogos e competições neste momento da temporada e pelos consequentes impactos financeiros que a interrupção do futebol em razão da Covid-19 causará.

Está em dúvida sobre qual curso de faculdade escolher?

Leia também: