Ídolo dos colorados, Taison reforça vínculo com o Inter e ainda acrescenta: “Meu sonho é voltar e ganhar do Grêmio”

Atacante segue no Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, com contrato até a metade de 2021

Eduardo Caspary
Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

Crédito: Foto: Divulgação/Inter

O isolamento causado pela pandemia de coronavírus parece ter aumentado a saudade de Taison. Ainda no Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, o jogador concedeu entrevista ao Bola nas Costas, da Rádio Atlântida, nesta segunda-feira, voltando a falar do desejo de retornar ao Inter.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Colorado fanático, o atleta de 32 anos ainda brincou dizendo que tem o grande sonho de voltar e ganhar do Grêmio.

“Não tem noção da vontade que eu estou, mas infelizmente…. Vamos ver. Meu sonho é voltar e ganhar do Grêmio do Duda (Garbi)”, disse, citando o âncora do programa.

Seu time maltrata seu coração? 

Deixa que o Clude cuida dele para você!

O debatedor Rodrigo Adams brincou dizendo que Taison, nesse caso, precisaria passar por Kannemann:

“O Geromel, tudo bem. Mas esse argentino, não tem como. Com todo o respeito, é um baita profissional. Geromel é o cara. Para mim, o melhor zagueiro do Brasil disparado. Minha zaga seria Geromel e Víctor Cuesta. Mas o outro (Kannemann), com todo o respeito…”, acrescentou o atacante.

Taison já prometeu não renovar mais na Ucrânia

Em outra entrevista recente concedida ao Globoesporte.com, o jogador descartou renovar mais uma vez com o Shakhtar, cujo vínculo vai até junho de 2021 e deixou claro que, voltando ao Brasil, deseja jogar novamente no Inter.

No início de 2017, mesmo planejando a inédita disputa da Série B, a direção do Inter manteve conversas para trazer Taison, mas, na época, o Shakhtar não só não o liberou como aumentou o contrato até 2021.

LEIA MAIS:

Fuchs com guarda armada, Paulo Miranda x Moisés e D’Ale no “deixa disso”: como foi a pancadaria no Gre-Nal

Geromel lamenta confusão no clássico, vê “todo mundo” culpado e dispara: “Eu, como capitão do Grêmio, estou envergonhado”

Siga o autor:

No YouTube

No Instagram