Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Kevin Durant testa positivo para o coronavírus e diz estar bem

Ala-pivô do Brooklyn Nets está entre os jogadores da equipe que atestaram positivo para o novo coronavírus e entrarão em quarentena

Luis Feitosa
Jornalista graduado e amante de futebol e futebol americano

Crédito: Brooklyn Nets

O ala-pivô do Brooklyn Nets, Kevin Durant, fez o teste para o novo coronavírus e o resultado foi positivo. O jogador recebeu a notícia assim como outros quatro companheiros da equipe e todos já iniciaram o processo de quarentena para o tratamento.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Em entrevista ao The Athletic, o jogador confirmou estar com vírus, mas se diz bem e pediu que as pessoas sigam as recomendações dos órgãos responsáveis: “Todo mundo tenha cuidado. Cuide-se e coloque em quarentena. Nós vamos superar isso”. Kevin Durant afirmou ao portal que não teve nenhum sintoma do coronavírus, mas acabou sendo testado como positivo.

Kevin Durant ainda não atuou pelo Brooklyn Nets e se recupera de uma lesão no tendão de Aquiles desde as finais de 2018 quando defendia o Golden State Warriors. Ainda não há a previsão de quando o jogador irá retornar para as quadras.

A NBA está pausada devido recomendações da Organização Mundial da Saúde, OMS, para se protegerem do coronavírus e evitarem aglomerações. Além de Kevin Durant e os quatro jogadores testados como positivo dos Nets, o pivô francês Rudy Gobert e o armador Donovan Mitchell já confirmaram estarem contaminados com o vírus. A liga ainda não tem uma data certa para retornar, mas especula-se que dentro de um mês a liga possa retornar as atividades com os portões fechados e somente se as situações de Estados Unidos e Canadá estiverem controladas.

LEIA MAIS:

Coronavírus: Quatro jogadores do Brooklyn Nets testam positivo

NBA não fará teste antidoping durante parada devido ao coronavírus

Atleta da NBA com coronavírus fala sobre doença: “ainda não senti nada”