Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Médico que ministrou soro acima do limite em Paulo Borrachinha recebe suspensão

USADA suspendeu o Dr. Lucas Penchel por dois anos por violar normas antidoping do UFC

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhida.Formado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo parecido.

Crédito: Divulgação/Twitter Oficial UFC

Um médico brasileiro foi punido pelo antidoping do UFC. A USADA (Agência Antidopagem dos Estados Unidos), parceira do Ultimate em seu programa antidoping, anunciou nesta segunda-feira (23) que Lucas Penchel, um médico de Belo Horizonte, recebeu dois anos de suspensão por ministrar injeção de soro acima do permitido em Paulo Borrachinha.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram 

A suspensão faz com que até março de 20202 o médico não possa trabalhar juntamente a atletas contratados pelo UFC. O caso envolvendo Penchel data de dois episódios ocorridos em 2017 e ambos envolvendo o peso-médio brasileiro.

Nos UFC 212 e 217, Borrachinha recebeu injeção de soro acima do limite permitido pela USADA, que indicam injeções de soro acima de 50 ml a cada seis horas eram proibidas. O mineiro alegou na época que as injeções continham medicamentos para o estômago e serviam para amenizar os problemas do corte de peso para suas lutas.

“O Dr. Penchel deveria informar de forma concisa os atletas a ter escolhas seguras e tomar as decisões certas. Mas ao invés disso, ele violou as regras do antidoping”, disse Travis Tygart, CEO da USADA.

Borrachinha foi punido na época com seis meses de suspensão pelo caso, sendo posteriormente liberado para poder lutar e prosseguir sua carreira.

LEIA MAIS

Youtuber desafia Borrachinha em luta e é nocauteado; assista ao vídeo

(Crédito da foto : Divulgação/Twitter Oficial UFC)