Presidente do Grêmio estima grande perda financeira do clube conta do coronavírus

Romildo Bolzan diz que o Grêmio perderá de R$ 20 a R$ 25 milhões nos próximos meses

Robson Farias
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Atualmente, o mundo vive uma grande pandemia de coronavírus e o impacto disso pode atingir vários setores da sociedade, principalmente em âmbito econômico. No futebol isso não é diferente. Com a parada recente dos principais campeonatos do mundo e também com medidas adotadas pelos governos na luta contra o Covid-19, os times de futebol podem ter impactos negativos em suas finanças.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Romildo Bolzan, presidente do Grêmio, disse em entrevista que é provável que o Tricolor perca de 20 a 25 milhões de reais em receita nos próximos meses.

“Estimamos uma perda entre R$ 20 e R$ 25 milhões nos próximos três meses, dependendo do cenário. Vamos ter que repactuar contratos com fornecedores e acordos já existentes”, disse Romildo Bolzan.

O que pode diminuir as finanças do Grêmio

Um time de futebol possui várias formas de arrecadar recursos financeiros. A instituição assina contratos de publicidade, recebe cotas da televisão e também consegue receber diretamente com vendas de seus produtos oficiais. Além disso, parte dos recursos de um clube pode vir direto dos associados do mesmo e também da venda de seus jogadores.

Não se sabe, porém, se o número de sócios irá diminuir nos próximos meses assim como não sabe se e impacto econômico fará grandes empresas que possuem contrato com o Grêmio diminuir os valores com o clube justamente porque precisaram, como qualquer empresa, adotar medidas para gastar o menos possível.

Além disso, o Grêmio não poderá contar momentaneamente com a quantia que o clube receberia da Conmebol pelas partidas em casa da Conmebol Libertadores na primeira fase da competição.

LEIA MAIS: