Pronto para retornar aos gramados, Marinho aprova suspensão dos jogos em razão do novo coronavírus

Atacante marcou oito gols na temporada 2019 com a camisa do Santos, que disputava Campeonato Paulista e Libertadores em 2020 até interrupções

Patrick Monteiro
Repórter do Torcedores com passagens por: jornal O Fluminense (Niterói/RJ) e diário Lance. Comentarista e narrador na extinta Rádio Fluminense AM 540, onde apresentou os programas "Futebol Internacional" e "Jornada Esportiva". Ex-colunista do site Chelsea Brasil. Cobriu, in loco, a Copa do Mundo FIFA 2014, incluindo a grande final (Alemanha x Argentina), entre outros eventos, como Rio Open de tênis, Copa Brasil de Vela e Conmebol Libertadores.

Crédito: Divulgação / Ivan Storti / Santos FC

Recuperado da fratura que sofreu no pé esquerdo na primeira partida do Santos na temporada, contra o Red Bull Bragantino, Marinho conta as horas para retornar aos jogos. No entanto, ele apoia a suspensão dos campeonatos em razão da Covid-19, causada pelo novo coronavírus que ocasionou uma pandemia pelo mundo. Em entrevista ao GloboEsporte.com, o atacante abordou os temas.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

“Claro que bate uma ansiedade grande para voltar. Não tem como ser diferente. Eu mesmo sinto muito quando não estou jogando. Espero estar de volta o mais rápido possível. Tenho trabalhado, agora, para estar 100% fisicamente, o que é o mais importante neste momento”, disse.

“A atitude de todos em parar os campeonatos foi muito correta. Estamos falando de vidas, da saúde das pessoas. Infelizmente, estamos vivendo esse momento triste no mundo, de isolamento social, de medo, mas vai passar. Hoje a gente evita sair de casa sem necessidade. É importante que as pessoas se conscientizem para que o vírus não se espalhe mais”, destacou o jogador de 29 anos.

Em 2019, Marinho marcou oito gols com a camisa do Peixe. Foram 30 confrontos disputados. Sem saber quando voltarão as competições, o Santos lidera seus grupos no Paulistão e na Copa Libertadores.

Leia também:

Técnico dos 7 a 1 e do título alemão em 2014 no Brasil opina sobre coronavírus: “A Terra parece estar se defendendo um pouco do Homem”

Vladimir se vê pronto para ser titular no Santos e agradece carinho da torcida: “Reconhecimento do trabalho”