Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Técnico da seleção sub-23 do Egito espera contar com Salah em Tóquio, mas Klopp é quem decidirá, afirma jornal

Nos Jogos Olímpicos deste ano, futebol masculino africano também será representado por Costa do Marfim e África do Sul

Patrick Monteiro
Repórter do Torcedores com passagens por: jornal O Fluminense (Niterói/RJ) e diário Lance. Comentarista e narrador na extinta Rádio Fluminense AM 540, onde apresentou os programas "Futebol Internacional" e "Jornada Esportiva". Ex-colunista do site Chelsea Brasil. Cobriu, in loco, a Copa do Mundo FIFA 2014, incluindo a grande final (Alemanha x Argentina), entre outros eventos, como Rio Open de tênis, Copa Brasil de Vela e Conmebol Libertadores.

Crédito: Divulgação/Facebook/Liverpool FC

O Egito será um dos representantes do futebol africano masculino na Olimpíada de Tóquio. O torneio disputado entre seleções sub-23 permite três jogadores acima da idade limite. Portanto, ninguém é mais aguardado para ocupar uma dessas vagas do que Mohamed Salah. Mas, a presença do atacante depende do técnico Jurgen Klopp, do Liverpool, de acordo com o jornal inglês Mirror.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Isso porque, caso vá para a competição na Ásia, o jogador de 27 anos possivelmente perderá a parte final da pré-temporada europeia e a Supercopa inglesa, chamada Community Shield, que é o duelo entre os campeões da Premier League e da Copa da Inglaterra. Além disso, seria também ausência no começo da liga nacional. Vale lembrar que os clubes não têm obrigação de liberarem seus atletas para este certame entre seleções.

Shawky Gharib, treinador da equipe egípcia que jogará no Japão, recentemente voltou a manifestar a vontade de contar com o astro da Premier League e da seleção africana. O continente também terá Costa do Marfim e África do Sul na busca pelo ouro.

Leia também:

Mourinho descarta fracasso em caso de temporada sem títulos no Tottenham

Atacante alvo de insultos racistas na Espanha ameaça sair de campo em caso de novos atos criminosos