Vladimir diz que prioriza renovação com o Santos, mas quer valorização e mais oportunidades

Revelado nas categorias de base do Santos, o goleiro Vladimir retornou ao clube da Vila Belmiro nesta temporada com objetivo de ter mais oportunidades

Matheus Henrique Vieira Ramos
Estudante de Jornalismo. Setorista no Torcedores.com do Santos e Botafogo.

Crédito: Ivan Storti/Santos FC

Após atuar por empréstimo no ano passado pelo Avaí, o goleiro Vladimir voltou ao Santos nesta temporada para disputar posição com Everson. E com contrato até o fim de dezembro de 2020, o Menino da Vila quer valorização profissional e mais chances no time titular.
Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

O arqueiro, que subiu ao elenco profissional do Alvinegro em 2009, sempre teve status de reserva. Seu melhor momento no clube aconteceu em 2015, quando ele virou titular no time santista no Paulistão por causa da lesão de Vanderlei. O experiente jogador foi decisivo no título Estadual do Peixe daquele ano na final contra o Palmeiras.

“Nunca escondi meu carinho pelo Santos. Minha prioridade sempre será ficar no clube. O Beto Lopes (empresário) está cuidando das negociações e tenho absoluta confiança nele. A atual situação mundial faz com que tudo fique em compasso de espera. Estou tranquilo”, disse Vladimir, em entrevista à Gazeta Esportiva.

“Uma série de fatores. A valorização profissional é uma delas. Ter mais oportunidades também. E essa é uma questão que não depende apenas de mim. Como disse, minha preferência sempre será ficar no Santos”, completou o camisa 1.

Em 2020, Vladimir foi titular apenas uma vez no Santos – contra o Botafogo-SP, em jogo válido pela quinta rodada do Paulistão. Nas últimas partidas do Peixe antes da paralisação das competições, o Menino da Vila ficou fora do banco de reservas por causa de uma lesão nas costas.

LEIA MAIS:

Santos: Vladimir explica lesão nas costas e segue recuperação em casa

Esposa do atacante Raniel, do Santos, relata melhora do filho: “Meu guerreiro vem reagindo bem”

Santos versão 2020 é econômico em gols marcados, mas fica 50% dos jogos sem ter a defesa vazada