Iberê Riveras: 50 anos do interior de SP no Brasileirão (2ª parte)

Na retrospectiva dos anos 90, 00 e 10, Bragantino vice-campeão, Guarani e Ponte Preta oscilantes e algumas surpresas

Iberê Riveras
Colaborador e colunista do Torcedores.com.

Oitavo colocado em sua estreia no Brasileirão em 1990, o Bragantino começou a década conquistando o vice-campeonato brasileiro em 91, na histórica final contra o São Paulo, em Bragança Paulista. Foi a segunda melhor colocação de um clube do interior no Campeonato Brasileiro – o Guarani foi campeão em 78. O Bugre, por sinal, voltou a fazer bela campanha em 93 e chegou ao 3º lugar em 94, quando caiu para o campeão Palmeiras. Em 1998, a Ponte Preta voltou à cena após 12 anos. No ano seguinte, alcançou a honrosa 6ª colocação.

Em 2000, a criação da monstruosa Copa João Havelange, com 116 clubes divididos em quatro módulos – todos tinham chance de título. –, permitiu a aparição inédita de vários clubes do interior paulista: Etti Jundiaí e Olímpia fizeram campanhas interessantes, Rio Branco e Matonense não foram mal, enquanto Mogi Mirim, Ituano, União Barbarense não passaram da 1ª fase.

No século XXI, a Ponte Preta passou a ser o clube do interior de SP mais assíduo na competição, com 11 aparições entre 2001 e 2017 – neste período, a melhor colocação foi o 6º lugar em 2001. A era dos pontos corridos foi iniciada em 2003. Agora, em 2020, o Bragantino volta a representar o futebol do interior, agora com a camisa da Red Bull.

Confira, ano a ano, a participação dos clubes do interior de São Paulo na divisão de elite do Brasileirão:

Iberê Riveras: 50 anos do interior de SP no Brasileirão (1ª parte)

1991 (20 clubes)
Bragantino
1ª fase, 2º de 20; 19 jogos (9v, 8e, 2d)
Semifinal: Fluminense 0 x 1 Bragantino, Bragantino 1 x 1 Fluminense
Final: São Paulo 1 x 0 Bragantino, Bragantino 0 x 0 São Paulo

1992 (20 clubes)
Bragantino
1ª fase, 3º de 20; 19 jogos (9v, 6e, 4d)
2ª fase, 2º de 4; 6 jogos (3v, 2e, 1d)

Guarani
1ª fase, 9º de 20; 19 jogos (8v, 4e, 7d)

1993 (32 clubes)
Guarani
1ª fase, 3º de 8; 14 jogos (7v, 5e, 2d)
2ª fase, 3º de 4; 6 jogos (1v, 1e, 4d)

12º União São João
1ª fase, 3º de 8; 14 jogos (6v, 4e, 4d)

19º Bragantino
1ª fase, 6º de 8; 14 jogos (2v, 9e, 3d)

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

1994 (24 clubes)
Guarani
1ª fase, 1º de 6; 10 jogos (7v, 1e, 2d)
2ª fase, 1º de 8; 15 jogos (9v, 5e, 1d)
4ªs de final: São Paulo 1 x 0 Guarani, Guarani 4 x 2 São Paulo
Semifinal: Palmeiras 3 x 1 Guarani, Guarani 1 x 2 Palmeiras

Bragantino
1ª fase, 6º de 6; 10 jogos (1v, 2e, 7d)
Repescagem, 1º de 8; 14 jogos (7v, 5e, 2d)
4ªs de final: Bragantino 1 x 1 Corinthians, Corinthians 0 x 0 Bragantino

21º União São João
1ª fase, 5º de 6; 10 jogos (3v, 2e, 5d)
Repescagem, 5º de 8; 14 jogos (4v, 5e, 5d)

1995 (24 clubes)
Bragantino
1ª fase, 3º de 12; 11 jogos (6v, 3e, 2d)
2ª fase, 6º de 12; 12 jogos (5v, 4e, 3d)

19º Guarani
1ª fase, 6º de 12; 11 jogos (3v, 3e, 5d)
2ª fase, 10º de 12; 12 jogos (4v, 1e, 7d)

24º União São João
1ª fase, 12º de 12; 11 jogos (1v, 1e, 9d)
2ª fase, 12º de 12*; 12 jogos (1v, 2e, 9d)
*rebaixado

1996 (24 clubes)
Guarani
1ª fase, 2º de 24; 23 jogos (13v, 4e, 6d)
4ªs de final: Goiás 3 x 1 Guarani, Guarani 1 x 0 Goiás

24º Bragantino
1ª fase, 24º de 24; 23 jogos (5v, 4e, 14d)

1997 (26 clubes)
21º Guarani
1ª fase, 21º de 26; 25 jogos (6v, 10e, 9d)

22º Bragantino
1ª fase, 22º de 26; 25 jogos (7v, 5e, 13d)

26º União São João
1ª fase, 26º de 26*; 25 jogos (2v, 9e, 14d)
*rebaixado

1998 (24 clubes)

17º Ponte Preta
1ª fase, 17º de 24; 23 jogos (7v, 5e, 11d)

19º Guarani
1ª fase, 19º de 24; 23 jogos (6v, 7e, 10d)

23º Bragantino
1ª fase, 23º de 24*; 23 jogos (5v, 6e, 12d)
*rebaixado

1999 (22 clubes)
Ponte Preta
1ª fase, 4º de 22; 21 jogos (10v, 5e, 6d)
4ªs de final: São Paulo 3 x 2 Ponte Preta, Ponte Preta 2 x 1 São Paulo, Ponte Preta 2 x 3 São Paulo

Guarani
1ª fase, 8º de 22; 21 jogos (10v, 3e, 8d)
4ªs de final: Guarani 0 x 0 Corinthians, Corinthians 2 x 0 Guarani, Corinthians 1 x 1 Guarani

20º Botafogo-SP
1ª fase, 20º de 22; 21 jogos (5v, 6e, 10d)

2000 (116 clubes)
Ponte Preta (Módulo Azul)
1ª fase, 7º de 25; 24 jogos (11v, 5e, 8d)
8ªs de final: Grêmio 1 x 0 Ponte Preta, Ponte Preta 2 x 1 Grêmio

17º Guarani (Módulo Azul)
1ª fase, 13º de 25; 24 jogos (9v, 8e, 7d)

36º Botafogo-SP (Módulo Amarelo)
1ª fase, 4º de 18; 17 jogos (8v, 4e, 5d)

52º União São João (Módulo Amarelo)
1ª fase, 12º de 18; 17 jogos (3v, 11e, 3d)

54º XV de Piracicaba (Módulo Amarelo)
1ª fase, 13º de 18; 17 jogos (5v, 4e, 8d)

56º Bragantino (Módulo Amarelo)
1ª fase, 15º de 18; 17 jogos (2v, 11e, 4d)

64º Etti Jundiaí (Módulo Branco)
1ª fase, 1º de 7; 12 jogos (10v, 1e, 1d)
2ª fase, 1º de 4; 6 jogos (4v, 1e, 1d)
3ª fase, 3º de 4; 6 jogos (2v, 2e, 2d)

67º Olímpia-SP (Módulo Branco)
1ª fase, 1º de 7; 12 jogos (5v, 5e, 2d)
2ª fase, 2º de 4; 6 jogos (3v, 2e, 1d)
3ª fase, 3º de 4; 6 jogos (2v, 2e, 2d)

72º Rio Branco-SP (Módulo Branco)
1ª fase, 1º de 6; 10 jogos (6v, 3e, 1d)
2ª fase, 2º de 4; 6 jogos (3v, 0e, 3d)

81º Matonense (Módulo Branco)
1ª fase, 3º de 7; 12 jogos (4v, 5e, 3d)
2ª fase, 4º de 4; 6 jogos (1v, 2e, 3d)

94º Mogi Mirim (Módulo Branco)
1ª fase, 5º de 7; 12 jogos (3v, 7e, 2d)

98º Inter de Limeira (Módulo Branco)
1ª fase, 5º de 7; 12 jogos (3v, 4e, 5d)

102º Ituano (Módulo Branco)
1ª fase, 4º de 6; 10 jogos (3v, 2e, 5d)

107º Comercial-SP (Módulo Branco)
1ª fase, 7º de 7; 12 jogos (3v, 1e, 8d)

109º União Barbarense (Módulo Branco)
1ª fase, 7º de 7; 12 jogos (2v, 3e, 7d)

114º São José-SP (Módulo Branco)
1ª fase, 6º de 6; 10 jogos (0v, 1e, 9d)

2001 (28 clubes)

Ponte Preta
1ª fase, 6º de 28; 27 jogos (13v, 8e, 6d)
4ªs de final: Fluminense 1 (2) x (1) 1 Ponte Preta (prorrogação)

19º Guarani
1ª fase, 19º de 28; 27 jogos (9v, 6e, 12d)

27º Botafogo-SP
1ª fase, 27º de 28*; 27 jogos (6v, 7e, 14d)
*rebaixado

2002 (26 clubes)
13º Ponte Preta
1ª fase, 13º de 26; 25 jogos (10v, 4e, 11d)

16º Guarani
1ª fase, 16º de 26; 25 jogos (9v, 6e, 10d)

2003 (24 clubes)
13º Guarani
1ª fase, 13º de 24; 46 jogos (17v, 10e, 19d)

21º Ponte Preta
1ª fase, 21º de 24; 46 jogos (11v, 18e, 17d)

2004 (24 clubes)
10º Ponte Preta
1ª fase, 10º de 24; 46 jogos (19v, 7e, 20d)

22º Guarani
1ª fase, 22º de 24*; 46 jogos (11v, 16e, 19d)
*rebaixado

2005 (22 clubes)
18º Ponte Preta
1ª fase, 18º de 22; 42 jogos (15v, 6e, 21d)

2006 (20 clubes)
17º Ponte Preta
1ª fase, 17º de 20*; 38 jogos (10v, 9e, 19d)
*rebaixado

2010 (20 clubes)
18º Guarani
1ª fase, 18º de 20*; 38 jogos (8v, 13e, 17d)
*rebaixado

2012 (20 clubes)
14º Ponte Preta
1ª fase, 14º de 20; 38 jogos (12v, 12e, 14d)

2013 (20 clubes)
19º Ponte Preta
1ª fase, 19º de 20*; 38 jogos (9v, 10e, 19d)
*rebaixado

2015 (20 clubes)
11º Ponte Preta
1ª fase, 11º de 20; 38 jogos (13v, 12e, 13d)

2016 (20 clubes)
Ponte Preta
1ª fase, 8º de 20; 38 jogos (15v, 8e, 15d)

2017 (20 clubes)
19º Ponte Preta
1ª fase, 19º de 20*; 38 jogos (10v, 9e, 19d)
*rebaixado

2020 (20 clubes)
Red Bull Bragantino

E-mails com sugestões, correções ou críticas devem ser enviados para ibere.riveras@gmail.com

LEIA MAIS:

Paulinho MacLaren: “A Lei Pelé e a FPF estão acabando com o futebol do interior”
Helvídio Mattos: “Aquele futebol do interior foi para uma gaveta, mas não somos obrigados a conviver com esse”
Iberê Riveras: 55 cidades do interior de SP divididas em 5 divisões? Ah, não vai dar pé!
Acirradíssima, A2 começa na quarta-feira (22): o pecado é que dura pouco
Legal, mas imoral – um clube não pode abandonar a sua cidade

Clique aqui para acessar TODAS as colunas de Iberê Riveras sobre o futebol do interior