Ozil recusa diminuição salarial e causa desconforto no Arsenal

Alemão possui o maior salário do elenco do time londrino

Raphaela Silva
Colaboradora do Torcedores.com.

Foto: Reprodução/ Instagram

O meia alemão, Mesut Ozil, foi um dos jogadores que recusaram o corte de salários proposto pelo Arsenal. O jogador tem o maior salário do elenco dos Gunners. Atualmente ele recebe 350 mil libras semanais ( R$ 2,3 milhões).

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

 

Segundo informações do jornal inglês Mirror, Ozil disse que prefere esperar para ver se, de fato, o departamento econômico do clube será afetado pelo COVID-19. O Arsenal propôs uma redução de 12,5 % nos salários dos jogadores. Outros dois jogadores do elenco, que não tiveram seus nomes revelados,  não aceitaram o reajuste.

O empresário de Ozil, Erkut Sogut, disse que o corte é injusto, pois os clubes estão trabalhando com base em um orçamento aprovado no ano anterior: “A redução salarial é uma opção, mas não é algo aceitável uma vez que os clubes trabalham com um orçamento já aprovado. O real impacto financeiro da pandemia nós só vamos conhecer daqui a três ou seis meses”

A diretoria do clube afirmou que a diferença será devolvida aos jogadores caso o time se classifique para a próxima Champions League. Além disso, cada jogador receberá um bônus de 100 mil libras (R$ 650 mil). O Arsenal é o terceiro clube da Premier League a realizar o corte de salários. Antes dele, West Ham e Southampton anunciaram a decisão.

LEIA MAIS:

Conheça os benefícios da prancha e os motivos para praticar o exercício

6 tipos de flexão de braços que te ajudarão a definir o peitoral