Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

“Enquanto eu for o presidente, o Scocco não jogará no Internacional”, diz Marcelo Medeiros sobre rumores da volta do atacante

Em entrevista, presidente do Inter rechaçou qualquer possibilidade de retorno do argentino Ignacio Scocco, que atuou no Beira-Rio em 2013

Gabriel Girardon
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Scocco comemora gol pelo Inter, em 2013 (Alexandre Lops/Internacional)

Na última segunda-feira (13), a imprensa argentina noticiou um possível interesse do Inter em Ignacio Scocco. O atacante teve passagem pelo clube gaúcho em 2013, mas saiu pela porta dos fundos. Vice de futebol na época, Marcelo Medeiros, atual presidente colorado, negou com veemência qualquer chance de volta do argentino.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Chegou um WhatsApp de um jornalista argentino, de uma rádio X, querendo uma entrevista minha sobre Ignacio Scocco. Sabe qual foi minha atitude? Nenhuma. Enquanto eu for presidente do Inter, o Scocco não jogará no Internacional”, decretou Medeiros ao programa Os Donos da Bola RS, da TV Band RS.

Em números, a trajetória de Nacho Scocco no Inter não foi das piores. Em 21 jogos disputados, marcou quatro gols. No entanto, após seis meses no clube, pediu para ser negociado. Na ocasião, alegou que não sentia a “adrenalina” do futebol brasileiro. Com isso, no início do ano seguinte, foi vendido ao Sunderland, da Inglaterra.

Contratações e elogios a Coudet

Outra questão abordada para Marcelo Medeiros foram as contratações. O presidente colorado admitiu que o clube sempre analisou as possibilidades, mas que o momento atual, com a paralisação do futebol por conta do coronavírus, não permite “aventuras”, como disse o próprio dirigente.

“A gente sempre trabalhou com a perspectiva de qualificação do grupo, de aprimoramento da equipe. Mas mudou tudo. Hoje vivemos uma situação extremamente preocupante e não está se falando em contratação de jogadores”, afirmou, citando a perda de receitas do clube e a insegurança sobre a previsão de volta do futebol como motivos.

Anteriormente, o presidente havia opinado sobre os adversários da temporada. A respeito da Libertadores, o mandatário colorado elogiou o Flamengo, mas disse que, quando o futebol retornar, as equipes “vão começar do zero”. Em seguida, elogiou o início do trabalho de Eduardo Coudet à frente da equipe colorada.

“Estou muito satisfeito com o desempenho que a equipe do Inter vem apresentando. Acho que a semente do trabalho do Coudet foi plantada. Era muito difícil aquele início de temporada, a primeira fase (da Libertadores) jogando no Chile”, disse Medeiros, relatando as dificuldades da partida em Santiago por conta da crise institucional no país vizinho.

Atualmente, o elenco colorado está de férias até o dia 20 de abril. Porém, esse período pode ser prorrogado.

LEIA TAMBÉM
Relembre 8 laterais estrangeiros que não deram certo no futebol brasileiro