Telê Santana já foi afastado pelo São Paulo e brilhou pelo Palmeiras para chegar na Seleção

Ídolo do São Paulo conquistou o bicampeonato mundial do Tricolor, mas teve uma 1ª passagem turbulenta e treinou o rival Palmeiras antes de treinar o Brasil

Rafael Brayan
Apaixonado pelo estudo do esporte mais praticado no mundo.

Crédito: Reprodução/TV

Treinador nas duas primeiras conquistas do São Paulo na Libertadores, Telê Santana faleceu há exatamente 14 anos. Campeão mundial contra Barcelona e Milan em 1992 e 1993, respectivamente, já chegou a ser afastado pelo Tricolor Paulista em sua primeira passagem.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Acompanhe as notícias do seu time pelo Facebook

Em 1973, três anos depois de ter se aposentado e virado treinador do Fluminense, Telê Santana foi contratado pelo São Paulo já com a fama do “jogo bonito”. O vínculo durou sete meses após momento conturbado com a diretoria e os jogadores Paraná e Toninho Guerreiro.

Os atletas reclamavam dos treinamentos “linha-dura” do treinador de manhã e tarde, que não agravam a boleiragem tricolor. Além disso, eles afirmava que Telê Santana estava tirando espaço dos mais experientes do elenco do São Paulo.

Após sair do comando da equipe paulista, o treinador retornou ao Atlético Mineiro, onde já tinha sido campeão nacional, revoltado e indignado com a postura dos jogadores do São Paulo. Na época, ele chegou a ressaltar que o grupo era pouco profissional e treinava e forma displicente.

A sorte é que, com mais rodagem e títulos dentro e fora do país como treinador, Telê Santana ganhou uma nova chance para fazer história no São Paulo. Com mais poder para decidir em seu modo linha-dura, conseguiu implementar seu estilo, ganhar dois Mundiais e encantar o futebol internacional.

Antes do São Paulo, Telê Santana se destacou pelo rival Palmeiras

Após deixar o time do Morumbi em sua primeira passagem, Telê passou por Atlético-MG, Botafogo e chegou a conquistar o Campeonato Gaúcho em 1977 pelo Grêmio até chegar no Palmeiras. O brasileiro substituiu, inclusive, um dos maiores treinadores argentinos da história do futebol nacional, Filpo Núñez, ex-seleção brasileira, em 1979.

Com uma temporada sem títulos, Telê Santana teve, para muitos torcedores, a melhor temporada nos 14 anos de seca entre 1976 e 1993, e foi ganhando espaço. O treinador chamou a atenção da CBD para comandar a seleção brasileira. Foi ele, inclusive, que comandou o elenco estrelado de Zico, Sócrates e outros nomes na Copa do Mundo de 1982, sendo eliminado para a Itália, antes de também perder o Mundial quatro anos depois.

O treinador chegou a ter uma segunda passagem pelo Palmeiras em 1990, mas não teve o mesmo sucesso por ter a obrigação de vencer o Paulistão e não conseguiu. Anos depois, chegou a assinar para voltar ao clube em sua terceira passagem, mas, por problemas de saúde, desistiu.

LEIA MAIS:

São Paulo x Barcelona pelo Mundial de 1992: saiba onde andam os campeões

Marcelinho no Palmeiras ou no São Paulo? Campanha da FPF com empresa de telefonia quase provocou bizarrice