Willian revela conversa com Felipe Melo sobre ‘marcar história’ no Palmeiras e ‘brilho nos olhos’ de Luxemburgo

Campeão da Libertadores por rival, atacante de 33 anos sonha em faturar o bicampeonato para o Alviverde, que venceu o torneio em 1999

Patrick Monteiro
Repórter do Torcedores com passagens por: jornal O Fluminense (Niterói/RJ) e diário Lance. Comentarista e narrador na extinta Rádio Fluminense AM 540, onde apresentou os programas "Futebol Internacional" e "Jornada Esportiva". Ex-colunista do site Chelsea Brasil. Cobriu, in loco, a Copa do Mundo FIFA 2014, incluindo a grande final (Alemanha x Argentina), entre outros eventos, como Rio Open de tênis, Copa Brasil de Vela e Conmebol Libertadores.

Crédito: Divulgação/Facebook/SE Palmeiras

Artilheiro do Palmeiras na temporada com oito gols, Willian marcou o segundo na vitória por 2 a 0 sobre o Tigre, na Argentina, pela primeira rodada do principal torneio do continente entre clubes. Em entrevista ao podcast “Conmebol Libertadores”, ele destacou o desejo de ser lembrado no Alviverde como alguém que marcou época.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

“Tem uma frase comigo que é: ‘só marca história quem ganha título’. Eu e o Felipe (Melo) sempre conversamos. A gente fala que nosso rosto precisa estar aqui (na Academia de futebol do clube) daqui a um tempo. Um grupo vencedor, no qual passamos e deixamos um legado de boa conduta e conquistas. Isso que vai nos deixar como esses ex-atletas que estão aqui estampados”, considerou.

O atacante de 33 anos ergueu a taça jogando pelo rival Corinthians em 2012, comandado por Tite. Agora, ele trabalha com Vanderlei Luxemburgo: um dos principais técnicos da história no País, mas que ainda busca o primeiro título nesta competição.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

“Muita gente quer a Libertadores. Não tenha dúvida. É um desejo muito grande de todos. O Luxemburgo também. Não somente a Libertadores. Chegam a brilhar os olhos dele quando fala de conquista. Ele tem algo muito forte dentro dele que é nítido, é bom que conseguimos extrair isso também. O Palmeiras entra em qualquer competição para buscar o título. Com o grupo qualificado, com o trabalho dele, temos totais condições de entrarmos para sermos campeões. Ele está com os olhos brilhando para isso. Já sentimos isso na palestra na Argentina, esse desejo dele de conquistar a Libertadores. Então, vamos juntar essas forças, essa experiência que ele tem, para que possamos estar pondo em prática dentro de campo, encarando todo jogo como uma final, para comemorar lá na frente, lembrar que cada sacrifício valeu a pena”, disse Willian.

O Palmeiras disputou duas partidas e segue com 100% de aproveitamento e a liderança do Grupo B. Além do triunfo sobre o Tigre, fora de casa, superou também o Guaraní (PAR), no Allianz Parque, por 3 a 1. No momento, entretanto, os campeonatos estão paralisados por conta da pandemia mundial do novo coronavírus.

Leia também:

Zagueiro do Palmeiras transmite treino ao vivo em primeiro dia de férias

Está em dúvida sobre qual curso de faculdade escolher?

Ex-Corinthians, Palmeiras, Flamengo, Atlético-MG, Vasco e Bahia: 5 brasileiros que não podem entrar na China

Gómez aponta evolução com Felipe Melo e destaca qualidades de Luxemburgo: “Motivador e trabalhador”