10 jogadores com mais rebaixamentos na era dos pontos corridos

A marca negativa persegue alguns jogadores na era dos pontos corridos do Campeonato Brasileiro 

Raphaela Silva
Colaboradora do Torcedores.com.

Foto: Getty Images

Existem atletas que são marcados de forma positiva, conquistando o Campeonato Brasileiro em mais de uma oportunidade e por mais de um clube. Mas, em contrapartida, existem aqueles marcados negativamente, com mais de um rebaixamento em clubes diversos. Confira o top 10 de jogadores com mais rebaixamentos na era dos pontos corridos.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes.

Rafael Moura – 5 rebaixamentos

O atacante de 37 anos foi rebaixado com o Vitória em 2004, Paysandu em 2005, Goiás em 2010, Figueirense em 2016 e com o América Mineiro em 2018. Rafael Moura é o jogador líder em rebaixamentos.

Acompanhe as notícias do seu time pelo Facebook

Wilson – 4 rebaixamentos

O goleiro caiu duas vezes com o Figueirense, em 2008 e 2010 e outras duas vezes, uma com o Vitória em 2014 e outra com o Coritiba em 2017.

Everton Santos – 4 rebaixamentos

Seu primeiro rebaixamento foi com o Corinthians em 2007, depois disso o atacante voltou a cair com Goiás em 2010, Figueirense em 2016 e com o Santa Cruz em 2017, caindo da série B para a C.

Jonas – 4 rebaixamentos

O lateral-direito caiu como São Caetano em 2006, Sport em 2009, Vitória em 2010 e América Mineiro em 2016.

Fernando Bob – 4 rebaixamentos

O conhecido volante foi rebaixado em 2012 como Atlético Goianiense, 2013 e 2017 com a Ponte Preta,  e em 2016 com o Internacional.

Nino Paraíba – 4 rebaixamentos

Atualmente no Bahia, o lateral-direito também tem a marca negativa em seu currículo. São quatro rebaixamentos, dois pelo Vitória em 2010 e 2014, um pelo Avaí em 2015 e o último pela Ponte Preta em 2017.

Nunes – 4 rebaixamentos

O centroavante de 37 anos caiu com o Coritiba em 2005, Fortaleza em 2006 , América-RN 2007 e Santo André em 2009.

Rhayner – 3 rebaixamentos

Atualmente no Sanfrecce Hiroshima, do Japão, o atacante não teve muita sorte no futebol brasileiro. Ele foi rebaixado com o Grêmio Barueri em 2010, Bahia em 2014 e Vitória em 2018.

Fábio Baiano – 3 rebaixamentos

O ex-meio campista caiu com o Atlético Mineiro em 2005, Ponte Preta em 2006 e com o Juventude em 2007.

Vampeta – 3 rebaixamentos

Ídolo corintiano, o ex-volante caiu com o Timão em 2007, antes disso já havia caído com o Vitória em 2004 e com o Brasiliense em 2005.

LEIA MAIS:

Fábio não acredita que o Cruzeiro perca mais seis pontos na série B: “Vai ter gente pra pagar essa conta agora”

Candidato à presidência do Vasco anuncia acerto com Yaya Touré

Após polêmica, Neto cutuca Denílson: “O Botafogo é muito grande”