16 jogadores que tiveram seus números aposentados em clubes de futebol

Seja por homenagens em vida ou póstumas, vários atletas tiveram suas numerações eternizadas

Matheus Camargo
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Claudio Villa /Allsport/Getty Images

Os números das camisas de alguns jogadores são eternos na história de vários clubes de futebol. Prova disso é que vários deles são aposentados para que os atletas sigam lembrados por eles para sempre.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Veja 10 jogadores que tiveram seus números aposentados:

Junior Malanda – 19
O Wolfsburg aposentou a camisa do ex-volante belga, que morreu em 2015, em um acidente automobilístico, com apenas 20 anos.

Está em dúvida sobre qual curso de faculdade escolher?

Romário – 11
O simples fato de ter atuado em uma partida com a camisa 11 do clube fez com que o América-RJ eternizasse para sempre a numeração para Romário.

Cléber Santana – 88
Morto no trágico acidente de avião da Chapecoense, em 2016, Cléber Santana foi homenageado pelo Avaí, seu ex-clube, logo após sua morte. A camisa 88, que usou no clube de Florianópolis durante três anos, foi aposentada.

Gianfranco Zola – 25
O Chelsea nunca oficializou a aposentadoria da camisa 25, usada por Zola no clube até 2003, mas desde então, há uma espécie de recomendação para que ninguém use a camisa do ídolo.

Marc-Vivien Foé – 23 e 17
O ex-volante camaronês morreu em campo durante uma partida de Camarões, sua seleção, na Copa das Confederações de 2003. Seu clube da época, o Manchester City, aposentou a camisa 23, que usava em jogos oficiais. O Lyon e o Lens, times que Foé passou antes de ir para a Inglaterra, aposentaram a camisa 17.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

Pelé – 10
Pelé trocou o Santos pelo New York Cosmos em 1975 e sua passagem ficou tão marcada por lá que o clube norte-americano aposentou para sempre a camisa 10.

Bobby Moore – 6
Um dos heróis do título mundial da Inglaterra em 1966, Moore é o maior ídolo da história do West Ham e teve sua camisa 6 aposentada pelo clube.

Emiliano Sala – 9
Um dos números mais recentes a ser aposentado foi o de Emiliano Sala, que morreu em um acidente de avião em 2019 e teve a camisa 9 aposentada no Nantes.

Franco Baresi – 6
A camisa do zagueiro foi aposentada no Milan após sua aposentadoria, em 1997.

Paolo Maldini – 3
A camisa 3 do Milan também foi aposentada após a saída de Maldini dos gramados, mas ainda pode ser usada por seus filhos, os únicos com permissão.

Giacinto Facchetti – 3
Assim como o rival Milan, a Inter de Milão também não usa a camisa 3, aposentada após a morte do ídolo Facchetti.

Javier Zanetti – 4
O volante argentino Zanetti teve sua camisa 4 aposentada assim que deixou o futebol, mas possui a mesma regra que Maldini, só pode ser usada por algum filho do argentino.

Diego Maradona – 10
Um dos números mais simbólicos do futebol mundial, a camisa 10 não pode ser usada no Napoli, que o aposentou após Maradona.

Davide Astori – 13
O zagueiro morreu de um problema cardíaco em 2018 e seus ex-clubes, o Cagliari e a Fiorentina, aposentaram a camisa 13 em sua homenagem.

Johann Cruyff – 14
O Ajax decidiu aposentar a camisa de Cruyff vários anos após sua aposentadoria, em 2007, em seu aniversário de 60 anos.

Miklos Fehér – 29
O jovem jogador foi mais um a morrer em campo em um jogo do Benfica, que aposentou o número 29 em sua homenagem.

Leia mais:
Dia do Trabalho: 5 trabalhadores fundamentais para os clubes de futebol